Empreendedorismo

Como criar e-commerce e ganhar dinheiro, não dor de cabeça

01/10/2018
criar e-commerce

Quando se fala em criar e-commerce, muita gente acredita que basta montar sua loja na internet e ficar sentado, esperando os clientes comprarem seus produtos ou serviços, e ver os depósitos se acumularem em sua conta. 💰 💰 💰

Infelizmente, não é assim que funciona. 😮

E, é claro, você que está procurando saber direitinho como criar um site de e-commerce, já sabia disso. Tanto é verdade que está procurando informações confiáveis para criar seu e-commerce da maneira certa e poder, assim, trabalhar duro, mas de forma confiante e certeira, em busca de uma boa renda. 💵 💵 💵

Veja neste post como criar e-commerce passo a passo e comece seu negócio na internet com o pé direito! 👣

Saiba mais: O guia ilustrado para escolher o melhor meio de pagamento digital para o seu negócio

Como criar e-commerce

Selecionamos os 4 pontos principais para criar e-commerce:

  1. Loja virtual
  2. Meio de pagamento
  3. Estoques e entregas
  4. Marketing

1- Loja online para criar e-commerce

Quem está começando e não quer gastar muito nem perder tempo, deve optar por lojas “prontas”.

Na verdade, são plataformas que permitem uma certa customização e que já tem tudo praticamente pronto para criar um site de e-commerce, como a página do “catálogo”, descritivo dos serviços e produtos, controle de estoque, integrações com outros sistemas, checkout (aquele formulário que você usa para deixar seus dados ao fechar a compra), mecanismos de busca e até funcionalidades mais robustas, como sugestões de compra segmentadas por perfis de clientes e integração com redes sociais.

Veja algumas boas opções de lojas para criar e-commerce:

Mas quem quiser fazer uma loja totalmente customizada e cheia de funcionalidades absolutamente exclusivas, pode optar por desenvolver uma loja do zero. Isso é caro e demorado. Tudo depende do seu modelo de negócio.

Será que vale a pena? Para você ter uma ideia, uma gigante como a Coca-Cola usa a plataforma Magento em seu e-commerce “Share a Coke”.

Outras possibilidades além da loja “tradicional”

Dá para criar e-commerce sem montar uma loja virtual? Sim é possível! 👍

Alguns meios de pagamento, como o PagSeguro, oferecem links e botões prontos para que você coloque em redes sociais, blogs e até em um site normal, permitindo direcionar seus clientes para a forma de pagamento desejada.

Veja algumas dicas aqui: Como receber pagamentos online da melhor forma para o seu negócio

2- Meios de pagamento

A escolha dos meios de pagamento para e-commerce é um passo importante. Afinal, sem receber de maneira ágil e facilitar a vida de quem compra, fica difícil de criar um e-commerce de sucesso, concorda?

Por isso, quem está começando deve avaliar os diversos meios de pagamento digital disponíveis no mercado e escolher aquele que mais atende às suas necessidades.

Uma dica é não se preocupar tanto com taxas e valores, que tendem a ser muito semelhantes. Mas com a compatibilidade com a sua loja virtual, por exemplo, entre outros detalhes, tais como:

  • Parcelamento do pagamento pelo cliente
  • Antecipação de recebíveis
  • Diversas formas de pagamento (boleto, cartão de crédito, cartão de débito, transferência bancária)
  • Cobrança recorrente (mensalidades e assinaturas)
  • Segurança antifraude
  • Como é feito o suporte
  • Integração com transportadoras
  • Acesso a estatísticas, estoque e um painel de controle

Confira este infográfico que compara diversos meios de pagamento:

criar e-commerce

Veja também: O que é gateway de pagamento? A distância mais curta entre sua loja e a carteira de seu cliente

3- Estoques e entregas

Algumas das lojas virtuais fornecem funcionalidades que ajudam a fazer seu controle de estoque. De qualquer forma, é preciso se atentar para o local de armazenagem física, a facilidade de manuseio e a conservação dos produtos.

A logística de seu e-commerce é um ponto de grande importância.

E mesmo quem trabalha com serviços, precisa se organizar para ter disponibilidade de pessoal para fazer o que foi pedido pelos clientes.

Além disso, se você vende softwares, conteúdos ou cursos, também precisa desenvolver uma funcionalidade que permitirá que seus clientes desfrutem desses serviços sem contratempos.

No caso de cursos online, existem até algumas plataformas de lojas especializados nisso como a Hotmart e a EADBOX.

Quanto a entregas físicas, este é um processo bastante complexo de se organizar. Por isso, o ideal é terceirizar este serviço, ao menos no começo de seu negócio.

Como você viu, alguns meios de pagamento oferecem uma integração com empresas de transporte, o que facilita muito a vida de quem quer saber como criar um site de e-commerce.

Algumas das empresas que fornecem esse tipo de serviço são os próprios correios, a Pier8, a Intelipost e a SHL.

4- Marketing

Por fim, como dissemos no início, apesar de diversa mistificações, dinheiro não cai do céu ☁ só porque você sabe, agora, como criar um site de e-commerce.

É preciso investir em marketing digital.

Algumas das formas mais efetivas são:

  • Marketing de conteúdo: criação de conteúdos relevantes para seu público, baseado no que eles mais procuram na internet (SEO), de forma a atraí-los para seu blog, mídias sociais e site.
  • Automação de Marketing: trabalhando em conjunto com o marketing de conteúdo, a automação de marketing usa os dados que os clientes deixaram em seu site e blogs (em troca de conteúdos profundos, como e-books e outras “iscas”) para enviar e-mails segmentados por perfil, entregando o conteúdo certo para a pessoa certa, o que desperta interesse por seus produtos ou serviços por parte de um público qualificado.
  • Mídia paga: existem diversa formas de anunciar na internet, como links patrocinados na busca do Google, banners em sites e posts patrocinados em redes sociais.

Dessa forma, você conseguirá direcionar mais clientes para seu e-commerce. Afinal, sem isso, como eles vão achar sua loja na imensidão da internet?

Veja mais: Quanto custa anunciar no Facebook? Tudo que você precisa saber para começar a investir

Como você viu, existem diversas providências necessária para criar um e-commerce. Uma delas é definir como intermediar seus pagamentos. Se você está com dúvidas sobre isso, veja mais dicas de como escolher o melhor meio de pagamento digital baixando nosso e-book gratuito:

Saiba como escolher o sistemas de pagamento onlibe

Você também deve gostar de