Empreendedorismo

Quero investir em startup, e agora?

03/08/2017
Quero investir em startup

Quero investir em Startup! Essa é uma ideia que não sai da sua cabeça? Investir em startup é algo que exige algumas características e conhecimentos e até um perfil especial de investidor.

Risco, por exemplo, é uma palavra que você vai ter que levar bastante em conta!

Para ajudar você a entrar com o pé direito no mundo das startups, separamos algumas dicas nestas postagem. Confira cada uma delas e, depois de ler tudo, quem sabe a frase “Quero investir em startup” não se transforme em “Eu sou um investidor em startup”.

banner-footer-blog-ebook-5-habitos

Saiba mais: Hábitos de pessoas de sucesso que podem te deixar rico (ou não)

Quero investir em startup, como se faz isso?

Pense assim: se você estivesse interessado em investir em outro tipo de empresa, um restaurante, por exemplo, como você encontraria um bom estabelecimento deste tipo para investir?

Você ia sair por aí visitando restaurantes aleatoriamente?

Claro que não. Possivelmente iria primeiro se informar sobre este tipo de empresa, saber como funciona, conversar com amigos e conhecidos que têm ou tiveram um restaurante para descobrir como se ganha dinheiro com este negócio e, só então, iria procurar um restaurante para investir.

E, na verdade, possivelmente teria que conversar com um corretor especializado em restaurantes para te ajudar a achar bons negócios a venda.

Por que investir em startups seria diferente?

A vantagem é que no mundo das startups todos esses passos são altamente facilitados, por meio de uma série de entidades especializadas na capacitação e auxílio na escolha de uma boa startup para investir. Veja, a seguir, algumas dessas instituições.

Veja mais: Roda presa? Solte o freio-de-mão e aprenda como montar uma startup com o mestre

Antes de investir em startups, capacite-se

Esta é uma providência necessária para qualquer ramo. E no caso de startups, ainda há a questão do perfil empreendedor e da pouca aversão ao risco.

Portanto, além de aprender sobre o assunto, é preciso se dar conta se estes dois fatores fazem parte do seu perfil.

Por exemplo: quanto tempo você estaria disposto a esperar para realizar algum lucro?

Outra característica muito importante é a resiliência, isto é, a capacidade de não se deixar abater com as adversidades (que serão muitas) e prosseguir confiante, mesmo diante dessas dificuldades.

A dica é fazer um curso de capacitação, como os oferecidos pela Anjos do Brasil, uma organização sem fins lucrativos que apoia startups em fase de crescimento e fomenta o investimento anjo para apoiar o empreendedorismo.

Os cursos são oferecidos em formato EAD (ensino a distância) e presencial, sobre temas como Investimento-Anjo para empreendedores, Plano de Negócios e outros.

Outra opção são cursos e palestras oferecidos pelas próprias acelerados, empresas que tem o objetivo de apoiar startups a se desenvolverem, capacitar seus integrantes e conseguir investidores.

A ACE, por exemplo, que já recebeu prêmios como a melhor aceleradora da América Latina oferece cursos gratuitos como Lean Startup, Tamanho do Mercado, Proposta de Valor e outros.

Depois de aprender tudo sobre o que é startup, aí vai ser a hora de procurar uma.

Ouça nosso Podcast com Amure Pinho, Presidente da ABStartups, e conheça outras dicas de como ser um investidor em startup:

Veja também: Como investir em startups? Uma boa equipe pode valer mais que uma boa ideia

Hora de escolher uma startup para investir

Como você viu, trata-se de uma decisão séria. Não basta dizer “Quero investir em startup” e aportar seu valioso capital em uma empresa que, muitas vezes, você nem entende muito bem o que eles fazem.

Para fazer uma boa escolha, existem três alternativas:

  • Programas oficiais
  • Sites de Equity Crowdfunding
  • Aceleradoras

Vamos ver mais detalhes sobre estas modalidades.

1- Programas oficiais

Uma das mais elogiadas iniciativas públicas neste sentido é a Startup Chile. Criada em 2010, aporta investimentos em startups chilenas selecionadas por seu potencial.

Para quem quer investir, a instituição mantém um Clube de Investidores, atualmente com 90 membros, que recebem convites exclusivos para investir nas startups de seu portfólio.

Aqui no Brasil, dois programas oficiais que se destacam são o Startup Brasil, do Governo Federal, e o SEED (Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development), iniciativa do Governo de Minas Gerais.

Veja mais detalhes sobre o SEED neste infográfico criado pela Minasdigital:

Quero investir em Startup

2- Sites de Equity Crowdfunding

Estas empresas analisam as melhores startups e escolhem aquelas que acreditam ter o maior potencial de ser tornarem empresas sólidas e de grande porte, com um modelo de negócio que possa ser escalável e se beneficiar de um grande mercado.

Os interessados se cadastram no site e procuram as melhores opções de startups para investir. Dois dos mais conceituados são a EqSeed e o Broota.

3- Aceleradoras

No caso das aceleradoras, como a ACE, que já citamos, o ideal é participar dos chamados DemoDays, quando as startups do portfólio dessas empresas se apresentam aos investidores para que eles as conheçam, analisem e decidam se querem investir capital em seu crescimento, com auxílio das aceleradoras, que também capacitam e fazem mentoria para os sócios.

Algumas aceleradoras conhecidas no mercado são a 21212 e a Baita. Confira este infográfico disponibilizado pela Startup Brasil com um resumo das principais:

Quero investir em startup

Confira também: Saiba o que existe por trás do desenvolvimento dos maiores parques tecnológico do Brasil

E aí, depois de todas essas explicações você continua entre aqueles que dizem: quero investir em startup?

Então saiba que será uma jornada de muito trabalho e dedicação, percorrendo eventos, participando de DemoDays, fazendo cursos e analisando planos de negócio. Ser mais produtivo em seu dia a dia poderia ser de grande ajuda.

Quer já começar a aprender algumas dicas de produtividade e pôr em prática agora mesmo? Então faça nosso curso de produtividade por e-mail:

banner-footer-blog-curso-produtividade

You Might Also Like

close

O que os

EMPREENDEDORES MAIS EFICAZES

fazem e você não?


Separamos os 5 hábitos que os CEOs da Airbnb e Amazon usaram para criar empresas líderes de mercado


Com esse e-book você saberá:

check
check
check

Como a visão revolucionária de Brian Chesky, fundador da Airbnb, gerou uma startup de US$ 30 bi;

Quais são os segredos da rotina de Richard Brenson, dono de um império com mais de 400 empresas

Tenha tudo isso e mais!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.