Financeiro

Os desafios que as startups de fintech enfrentam no Brasil

10/05/2016

As startups de fintech enfrentam distintos contratempos para dar certo e se equilibrar bem no mercado. Ainda que em outros países a situação seja razoavelmente diversa, e mais propícia para o desenvolvimento dessas startups, o Brasil apresenta um cenário particular.

O panorama brasileiro chega a ser favorecido por alguns fatores, mas também prejudicado por outros itens. Confira, no post de hoje, os desafios que as startups de finanças e tecnologia precisam encarar para crescer no país!

Legislação

É importante conhecer como funciona o mecanismo de startup no Brasil antes de lançar-se no mercado com uma ideia de negócio fintech. O que acontece, muitas vezes, é que os próprios empreendedores desconhecem a legislação pertinente ou não se atualizam sobre o assunto.

Há regras e restrições que podem estimular o negócio, mas há outras que limitam o campo de atuação de uma startup.

Plataformas de financiamento coletivo (crowdfunding), por exemplo, estão sujeitas às regras da CVM (Comissão de Valores imobiliários). Algumas plataformas de empréstimos on-line devem se tornar vinculadas a uma instituição financeira credenciada. As empresas precisam conhecer essas e outras normas, e acompanhar suas alterações.

Linguagem nem sempre acessível

Outra barreira para o desenvolvimento das startups de fintech é a linguagem nem sempre acessível do serviço. Mais da metade das pessoas que acessam a internet é de nível educacional baixo, sendo que, no Brasil, 74% são analfabetas funcionais ou têm somente alfabetização básica. Essas limitações impedem que possam compreender textos elaborados — sobretudo, tabelas, gráficos e juros compostos. Por isso, torna-se necessário adaptar a linguagem das startups ao público em geral, facilitando o acesso.

Comportamento da população brasileira

O comportamento dos usuários de internet, potenciais clientes dos serviços, significa mais um estorvo para o desenvolvimento natural das startups fintech no Brasil. Tais condutas acabam não correspondendo às expectativas que as empresas têm.

Os usuários fazem muitas buscas na web, procuram pelos serviços, mas não chegam a concretizar o negócio. De modo geral, preferem fazer transações no “mundo físico”, deixando a web mais como fonte de pesquisas, informações e comparações (eles comparam valores na internet, mas, na maioria das vezes, fecham negócio em lojas físicas).

Para fechar algum negócio on-line, o brasileiro ainda tem a necessidade de manter um contato humano prévio, seja através de telefone, WhatsApp ou visita. Fica, então, uma dica para as startups: por necessidade, precisam oferecer tal atendimento alternativo, de modo a ampliar as chances de captação de clientes.

População negativada

Metade da população brasileira está negativada. Nessas condições, as pessoas não podem abrir contas nem obter financiamentos ou empréstimos. Para elas, conseguir negociação on-line, sem burocracia, pode ser uma boa opção, mas um risco para as startups.

Essas empresas precisam trabalhar no desenvolvimento de sistemas que façam uma filtragem entre os consumidores, visando a redução de gastos e a captação de clientes ou, ainda, investir em produtos especificamente para os negativados, contando com a possibilidade de que receberão retorno.

Concorrência entre serviços semelhantes

Outro desafio é a própria concorrência entre as startups, oferecendo serviços semelhantes a um número limitado e incerto de clientes. É como abrir um venda em um povoado onde já existem dezenas de vendas e os consumidores preferem comprar fora, na cidade vizinha.

Para ampliar o potencial competitivo, as startups de fintech precisam investir em inovação, em serviços diferenciados e, se possível, exclusivos, que atraiam a atenção dos clientes e facilitem sua vida, levando-os a adquiri-los. Outro fator a pesar na competitividade é a precificação, que nem sempre pode ser reduzida sem implicar em prejuízos para a empresa.

E você, já está buscando boas soluções para aprimorar a sua startup? Está apto a enfrentar as dificuldades que existem no país? Deixe sua opinião nos comentários!

Você também deve gostar de