Gestão Empresarial

Como identificar gargalos dos processos produtivos da sua empresa?

09/08/2016
gargalos-produtivos

Conseguir identificar e eliminar os gargalos produtivos é uma tarefa primordial quando o que se deseja é alcançar resultados mais satisfatórios. Porém, nem sempre essa é uma tarefa fácil, visto que, em muitos casos, as ações são voltadas para minimizar as consequências dos problemas — o famoso “apagar incêndios”.

Porém, no artigo de hoje, vamos apresentar algumas formas de fazer essa identificação e facilitar a elaboração de um plano de ação. Continue acompanhando e saiba mais!

Avaliando o input e o output

O primeiro passo para começar a identificar os gargalos produtivos é avaliar todas as entradas (inputs) e saídas (outputs) do processo. Todos os recursos necessários para a realização das atividades podem ser considerados entradas. As saídas são o resultado, a conclusão da tarefa.

Se os recursos empregados em determinado processo não estão sendo suficientes para produzir o que é estimado, certamente há um gargalo entre uma das pontas — que prejudica o alcance dos resultados.

Mapeando os processos

O mapeamento de processos é uma das atividades mais eficazes quando se trata de identificar gargalos produtivos. Por meio dele, é feita uma análise de todas as atividades — de ponta a ponta — e um desenho desse fluxo, apontando cada tarefa e quais são as possíveis falhas existentes em cada uma delas.

Assim, a identificação dos problemas e suas respectivas soluções se tornam mais simples, fazendo com que o gestor possa elaborar ações com mais agilidade (o que também ajuda a minimizar os efeitos negativos).

Identificando os gargalos produtivos e suas causas

Esse é um passo extremamente importante. Muitas vezes as ações são elaboradas com base nos sintomas, enquanto as verdadeiras causas do problema continuam existindo e afetando os resultados.

Portanto, sempre que uma anomalia for identificada, deve-se fazer uma investigação até chegar na causa raiz. Só assim uma ação mais eficaz pode ser tomada, eliminando, de vez, os pontos fracos que prejudicam o processo.

Acompanhando indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho servem para analisar os resultados dos processos e se os esforços empregados estão sendo suficientes para alcançar os objetivos. Esse tipo de análise ajuda a comparar a realidade com o planejamento, e apontar quais são os possíveis motivos que não permitiram o alcance das metas.

Assim, o gestor pode encontrar os problemas de forma mais assertiva, avaliando suas consequências e, a partir daí, levantando as possíveis causas dessas falhas.

Adotando a cultura da melhoria contínua

A melhoria contínua visa deixar os processos cada vez mais aprimorados. Porém, elas também podem ser bem úteis para identificar falhas que não haviam sido apontadas anteriormente, identificando novos (ou velhos) gargalos produtivos. Assim, mesmo que determinado problema tenha sido identificado, caso um novo surja posteriormente, ele pode ser apontado com maior agilidade, minimizando seus efeitos.

Como vimos, existem diversas maneiras de identificar os gargalos produtivos que afetam a execução de um processo e, consequentemente, seus resultados. Adotar essas medidas — que podem ser aplicadas simultaneamente — é fundamental para aprimorar os processos, eliminar desperdícios, reduzir custos, aumentar a produtividade e a qualidade, por exemplo.

Suas dúvidas a respeito de como identificar os gargalos produtivos foram esclarecidas? Então aproveite para baixar nosso guia de produtividade para equipes de alta performance e saiba como melhorar a produtividade da sua empresa!

You Might Also Like

close

[E-BOOK GRATUITO]

Slack está matando o e-mail?

Estamos vivendo uma epidemia de e-mails, que contamina a produtividade das empresas. Será que o Slack, e outras ferramentas de comunicação corporativa, são a solução?

Cadastre-se para baixar esse e-book GRÁTIS!

envelope-o