Gestão Empresarial

Hierarquia de Maslow: saiba como ter uma equipe motivada

02/06/2016
Hierarquia de Maslow para Equipes Motivadas

O mercado está cada vez mais competitivo — isso ninguém pode negar. Então, para que as empresas possam se manter nesse mercado, é cada vez mais comum a busca por diferenciais competitivos que sejam sustentáveis.

Este diferencial pode ser encontrado em meio aos colaboradores de uma empresa — isso mesmo, em meio à equipe de trabalho. Uma equipe engajada e competente é uma poderosa ferramenta nas mãos de qualquer empreendedor. Ed Catmull, presidente da Disney Animation, em seu livro criatividade S.A., fez a seguinte afirmação:

Dê uma boa ideia a uma equipe medíocre e eles irão estragar tudo. Mas dê uma ideia medíocre a uma grande equipe, e eles irão melhorá-la ou surgir com algo melhor.


Por isso, é natural o interesse de empreendedores e líderes em um assunto cada vez mais difundido dentro de empresas e universidades de todo o mundo: como ter uma equipe motivada.

Uma das teorias mais compartilhadas é a pirâmide de Maslow ou, como também é conhecida, hierarquia de Maslow. Teoria desenvolvida por Abraham Maslow, psicólogo norte-americano. Nesse post vamos falar sobre esta teoria e como ela pode contribuir na formação de uma equipe motivada.

Conceito de motivação

Uma pesquisa realizada pela Hay Group, empresa global de consultoria em gestão de negócio, que contou com a participação de 261 mil funcionários em mais de 80 países, diz que a falta de motivação no trabalho atinge 31% colaboradores, ou seja, quase 1/3 dos trabalhadores.

No Brasil a coisa parece piorar, 63% dos líderes criam um clima desmotivador, segundo pesquisa publicada pelo mesmo grupo. A falta de motivação diminui a produtividade e, consequentemente, gera resultados insatisfatórios.

Para que possamos nos aprofundar ainda mais no assunto, primeiro, é importante entender o conceito de motivação. Segundo o dicionário Aurélio, motivação é:

Um conjunto de fatores psicológicos, de ordem fisiológica, intelectual ou afetiva, os quais agem entre si e determinam a conduta de um indivíduo

A motivação é o que faz com que os indivíduos deem o melhor de si. Aquilo que serve de inspiração, estímulo, incentivo. Uma energia que impulsiona as pessoas ao alcance dos seus objetivos e metas — sejam elas pessoais ou profissionais.

Muitos pesquisadores afirmam que é impossível motivar um funcionário, defendendo que este processo é intrínseco e depende exclusivamente do profissional. Porém, é inegável que os líderes também possuem um papel significante nesse processo. São eles que inspiram e incentivam os colaboradores a buscarem cada vez mais.

Hierarquia de Maslow

Essa é uma das primeiras e mais conhecidas teorias da motivação humana, criada ainda em 1943. Para Abraham Maslow, toda ação humana parte da busca pela satisfação de suas necessidades. Ele defende a existência de cinco principais necessidades, são elas: autorrealização, estima, sociais, segurança e fisiológicas, das quais falaremos mais adiante.

É justamente a busca pela satisfação destas necessidades que move todo e qualquer indivíduo. Primeiro ele busca suprir as suas necessidades mais básicas, que ficam na base da pirâmide, como as necessidades fisiológicas e de segurança, para depois buscar a satisfação das necessidades mais complexas, no topo da pirâmide, como estima e autorrealização.

No próximo tópico identificaremos como essa teoria pode ser usada ainda dentro das organizações, e como você pode ter uma equipe motivada, levando em consideração as cinco principais necessidades do ser humano.

Relação entre necessidades e motivação de equipes

Necessidades fisiológicas

É representada pelas necessidades mais básicas do ser humano, como sede, fome, sexo, sono, necessidade de respirar, etc. Todo ser humano é um ser biológico, ou seja, alguém que necessita de determinadas atividades para se manter vivo.

Na empresa: Estabeleça pequenos intervalos entre as atividades para descanso, isso também ajuda a combater o stress. Invista em um ambiente de trabalho que traga conforto e praticidade nas atividades e seja flexível quanto ao horário — empresas como o Google, por exemplo, permite que seus funcionários invistam 20% do seu tempo em projetos paralelos. Isso é permitido sempre que os projetos beneficiem a empresa de alguma forma e foi responsável pela criação do Gmail e do AdSense, por exemplo.

Necessidade de segurança

Corresponde a necessidade natural que qualquer indivíduo possui de se sentir em segurança, seja em casa, no trabalho ou em qualquer outro lugar — como um passeio pelo shopping com a família. Está relacionada a necessidade de ordem, estabilidade e conservação.

Na empresa: Invista em um clima organizacional que traga estabilidade e segurança, ofereça uma remuneração, no mínimo, compatível com o mercado, implemente benefícios como, por exemplo, plano de saúde. É importante entender que todo funcionário precisa de um emprego estável, por isso, nada de ameaças constantes de demissão à sua equipe.

Necessidade social

É a necessidade de conviver em sociedade, de manter relacionamentos harmônicos e saudáveis com outras pessoas. Também pode ser encarada como a necessidade de pertencimento. Vem logo após a satisfação das necessidades fisiológicas e de segurança.

Na empresa: Invista no relacionamento entre líderes e liderados, onde todos tenham a oportunidade de falar e ter sua opinião levada a sério, desenvolva programas de integração de novos funcionários, assim, os colaboradores se sentirão parte da equipe mais rapidamente.

Não se esqueça de investir na sinergia entre a equipe de trabalho, onde haja mútua confiança, comprometimento e respeito, invista também na comunicação interna. Para Peter Drucker, guru da administração, 60% dos problemas e conflitos existentes nas empresas são por falta de comunicação. As startups, hoje, apostam na ideia de café coletivo, happy hour, espaço zen ou sala de jogos para melhorar a interação de sua equipe.

Necessidade de estima

A necessidade de estima pode ser levada em consideração por dois ângulos. Primeiro, de como o próprio profissional se vê — como enxerga suas capacidades e seu valor em meio à sociedade. Segundo, de como as outras pessoas o veem — como enxergam seu potencial e seu valor na sociedade. Refere-se ao prestígio, à necessidade de se sentir reconhecido e estimado, por si próprio e pelos outros.

Na empresa: reconheça o trabalho dos seus colaboradores, recompense sua equipe pelos resultados apresentados, aprenda a dar feedback — seja ele bom ou ruim, mas sempre para a melhoria dos resultados e para o crescimento do profissional.

Necessidade de autorrealização

Está no topo da pirâmide e só pode ser alcançada após todas as outras necessidades serem realizadas, refere-se à realização, aproveitar todo o potencial próprio.

Na empresa: crie um ambiente de trabalho desafiador, onde os profissionais sintam que sempre podem fazer algo a mais. Não se esqueça de dar mais autonomia para resolução de problemas no ambiente de trabalho — nada mais desconfortável do que precisar sempre de alguém para tomar qualquer decisão, especialmente nos cargos de liderança. Permita também que seus colaboradores possam crescer e alcançar novas posições na empresa, vale investir em um plano de cargos e salários.

Conclusão

Como dito, uma equipe motivada é um dos maiores diferenciais que uma empresa pode ter para se diferenciar dos seus concorrentes. Infelizmente, muitos gestores acreditam que isso só pode ser alcançado após grandes investimentos em consultorias e largas recompensas financeiras aos seus funcionários.

Construir uma equipe motivada tem muito mais a ver com o clima organizacional, a sinergia entre os colaboradores, os desafios que existem dentro dessa empresa e a possibilidade de ascensão profissional, do que ao dinheiro propriamente dito.

Estas são algumas dicas para você desenvolver uma equipe de alta performance e engajada na busca pelos objetivos da empresa. Agora que você já sabe como ter uma equipe motivada usando a hierarquia de Maslow, conheça os principais erros que matam a produtividade de um time.

You Might Also Like

close

O que os

EMPREENDEDORES MAIS EFICAZES

fazem e você não?


Separamos os 5 hábitos que os CEOs da Airbnb e Amazon usaram para criar empresas líderes de mercado


Com esse e-book você saberá:

check
check
check

Como a visão revolucionária de Brian Chesky, fundador da Airbnb, gerou uma startup de US$ 30 bi;

Quais são os segredos da rotina de Richard Brenson, dono de um império com mais de 400 empresas

Tenha tudo isso e mais!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.