Gestão Empresarial

Metodologia OKR: usada no Google há mais de 15 anos, devem ter um bom motivo…

09/03/2017
Metodologia OKR

Inovar é preciso, mas tem coisas que quando funcionam bem, é que nem time de futebol: quando está ganhando não se mexe.

Acho que uma das primeiras siglas de administração que todo mundo aprende é SWOT, depois veio aquela onda do BSC (Balanced Scorecard) e, hoje, a metodologia OKR cada vez mais se firma como uma ferramenta ágil, prática e, como seu próprio nome diz, focada em resultados. Nenhuma delas é novidade, mas todas funcionam muito bem, obrigado.

Aprenda mais sobre OKR nesta postagem.

Guia de produtividade para equipes de alta performance

Veja também: Os 5 critérios fundamentais para conseguir impressionar investidores de startup com sua estratégia de negócios

Metodologia OKR: quando os resultados são a chave para o sucesso

Não apenas Larry Page e Sergey Brin, do Google, (depois de uma dica de John Doerr) descobriram no OKR uma metodologia matadora para atingir objetivos e acompanhar resultados da empresa de uma maneira rápida e certeira, possibilitando ajustes assim que um desvio é detectado.

Outro lendário CEO, Andy Grove, da Intel, em seu livro High Output Management, faz questão de frisar que a principal características de um bom gestor é foco em resultados.

E dentre as diversas atitudes e metodologias recomendadas em seu livro, ele fala da metodologia OKR.

OKR, antes de continuarmos, significa Objectives and Key Results, que pode ser traduzido para o português como Objetivos e Resultados-Chave.

Para Grove, a grande vantagem da metodologia OKR é exatamente imprimir velocidade na execução operacional depois do planejamento, com foco nos resultados nas áreas críticas que é preciso desenvolver em seu negócio.

Vamos entender melhor o conceito de OKR.

Confira também: Growth Hack: como transformar outra palavra da moda em resultados de verdade

Como usar o método OKR em sua empresa

A metodologia OKR se caracteriza por duas fases principais:

  • O planejamento, quando serão definidos os objetivos e resultados-chave.
  • A execução, quando serão acompanhados os resultados e definidas mudanças, se necessárias.

Definindo objetivos e resultados-chave:

Preste bastante atenção em como definir objetivos e resultados-chave pela metodologia OKR. Está preparado? vamos lá!

Faça duas perguntas:

  1. Aonde eu quero chegar? = Objetivo
  2. Como vou saber se estou chegando lá? = Resultados-chave

Entendeu porque esta metodologia é tão popular entre CEOs de alta-performance?

Simples, ágil e prática!

Mas existem ainda alguns detalhes importantes:

Os objetivos devem ser ambiciosos, de tal forma que a equipe se sinta desafiada a atingi-los.

Quanto aos resultados-chave, têm que ser mensuráveis ao longo do tempo, isto é, o ideal é que seja possível acompanhar seu crescimento e responder a esta pergunta a qualquer momento: Quantos por cento do resultado-chave já foi alcançado?

Isso porque a metodologia OKR, usualmente, é definida para um período de 3 meses, depois dos quais os resultados e objetivos são analisados e definidos novamente, para um período de mais 3 meses, e assim por diante.

Confira estes exemplos de OKR:

Se foi definido o objetivo de aumentar suas vendas de um determinado produto em seu e-commerce em 30%, alguns resultados-chave que ajudam a acompanhar se você está no caminho certo poderiam ser:

  • Aumentar as visitas orgânicas ao blog da empresa em 30%
  • Aumentar a taxa de cliques nos CTAs que direcionam ao e-commerce em 25%
  • Criar 35% mais artigos para o blog

Se sua taxa de cliques e de visitas orgânicas aumentar, isso é um indicador que suas vendas podem aumentar também.

E se você determinar resultados-chave por meio de um plano editorial em seu blog com aumento de produção de textos, isso também vai te ajudar nesse objetivo de aumentar vendas, ao atrair mais clientes e direcioná-los para o e-commerce ou, ao menos, fazê-los conhecer sua empresa.

Uma empresa que usa a metodologia OKR aqui no Brasil é a We Do LogosPedro Renan, seu CMO, definiu como um de seus objetivos “encantar o cliente”, para isso, alguns dos resultados-chave escolhidos foram:

É, critérios bem objetivos!

Acompanhando o desempenho da equipe pelo método OKR

Bem, com os objetivo e resultados-chave definidos, as equipes devem acompanhar seus progressos não apenas no fim de cada trimestre, mas com antecedência também, continuamente.

Assim, se até o fim do segundo mês as visitas orgânicas só aumentaram 20% em relação a igual período passado (os 2 meses anteriores) a tendência é que não se atinjam os 30% estipulados e, por isso, ações de correção tática devem ser desenvolvidas.

Mas você se lembra que os objetivos devem ser ambiciosos? Da mesma forma, os resultados-chave são um pouco superestimados, para “forçar” uma alta-performance.

Assim, se forem atingidos em 70%, já é considerado um bom resultado.

Na verdade, se sua equipe atingir os 100% do resultado-chave, significa que ele não foi ambicioso o suficiente.

Uma dica final: determine, no máximo, 4 ou 5 resultados-chave para acompanhar o atendimento de seus objetivos. Mais que isso, começa a ficar difícil de controlar.

Que achou da metodologia OKR? Você usa algo parecido em sua empresa? Conte para a gente nos comentários.

E se quiser estar sempre a par das últimas novidades sobre gestão e empreendedorismo, confira esta postagem de nosso blog: Canais de Podcast sobre empreendedorismo com dicas valiosas para seu negócio

You Might Also Like

close

As 17 ferramentas mais usadas 

pelas principais startups do Brasil


Além das principais ferramentas usadas por startups como a Resultados Digitais e a Pluga, separamos os melhores hacks que vão permitir que você:

check
check
check

Aplique os 5 hábitos essenciais que os empreendedores mais eficientes do mercado não deixam de fazer;

Fuja da Síndrome de Burnout e tenha um time mais produtivo (e engajado)

E muito mais!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.