Gestão Empresarial

Metodologia OKR: usada no Google há mais de 15 anos, devem ter um bom motivo…

09/03/2017
Metodologia OKR

Inovar é preciso, mas tem coisas que quando funcionam bem, é que nem time de futebol: quando está ganhando não se mexe.

Acho que uma das primeiras siglas de administração que todo mundo aprende é SWOT, depois veio aquela onda do BSC (Balanced Scorecard) e, hoje, a metodologia OKR cada vez mais se firma como uma ferramenta ágil, prática e, como seu próprio nome diz, focada em resultados. Nenhuma delas é novidade, mas todas funcionam muito bem, obrigado.

Aprenda mais sobre OKR nesta postagem.

Guia de produtividade para equipes de alta performance

Veja também: Os 5 critérios fundamentais para conseguir impressionar investidores de startup com sua estratégia de negócios

Metodologia OKR: quando os resultados são a chave para o sucesso

Não apenas Larry Page e Sergey Brin, do Google, (depois de uma dica de John Doerr) descobriram no OKR uma metodologia matadora para atingir objetivos e acompanhar resultados da empresa de uma maneira rápida e certeira, possibilitando ajustes assim que um desvio é detectado.

Outro lendário CEO, Andy Grove, da Intel, em seu livro High Output Management, faz questão de frisar que a principal características de um bom gestor é foco em resultados.

E dentre as diversas atitudes e metodologias recomendadas em seu livro, ele fala da metodologia OKR.

OKR, antes de continuarmos, significa Objectives and Key Results, que pode ser traduzido para o português como Objetivos e Resultados-Chave.

Para Grove, a grande vantagem da metodologia OKR é exatamente imprimir velocidade na execução operacional depois do planejamento, com foco nos resultados nas áreas críticas que é preciso desenvolver em seu negócio.

Vamos entender melhor o conceito de OKR.

Confira também: Growth Hack: como transformar outra palavra da moda em resultados de verdade

Como usar o método OKR em sua empresa

A metodologia OKR se caracteriza por duas fases principais:

  • O planejamento, quando serão definidos os objetivos e resultados-chave.
  • A execução, quando serão acompanhados os resultados e definidas mudanças, se necessárias.

Definindo objetivos e resultados-chave:

Preste bastante atenção em como definir objetivos e resultados-chave pela metodologia OKR. Está preparado? vamos lá!

Faça duas perguntas:

  1. Aonde eu quero chegar? = Objetivo
  2. Como vou saber se estou chegando lá? = Resultados-chave

Entendeu porque esta metodologia é tão popular entre CEOs de alta-performance?

Simples, ágil e prática!

Mas existem ainda alguns detalhes importantes:

Os objetivos devem ser ambiciosos, de tal forma que a equipe se sinta desafiada a atingi-los.

Quanto aos resultados-chave, têm que ser mensuráveis ao longo do tempo, isto é, o ideal é que seja possível acompanhar seu crescimento e responder a esta pergunta a qualquer momento: Quantos por cento do resultado-chave já foi alcançado?

Isso porque a metodologia OKR, usualmente, é definida para um período de 3 meses, depois dos quais os resultados e objetivos são analisados e definidos novamente, para um período de mais 3 meses, e assim por diante.

Confira estes exemplos de OKR:

Se foi definido o objetivo de aumentar suas vendas de um determinado produto em seu e-commerce em 30%, alguns resultados-chave que ajudam a acompanhar se você está no caminho certo poderiam ser:

  • Aumentar as visitas orgânicas ao blog da empresa em 30%
  • Aumentar a taxa de cliques nos CTAs que direcionam ao e-commerce em 25%
  • Criar 35% mais artigos para o blog

Se sua taxa de cliques e de visitas orgânicas aumentar, isso é um indicador que suas vendas podem aumentar também.

E se você determinar resultados-chave por meio de um plano editorial em seu blog com aumento de produção de textos, isso também vai te ajudar nesse objetivo de aumentar vendas, ao atrair mais clientes e direcioná-los para o e-commerce ou, ao menos, fazê-los conhecer sua empresa.

Uma empresa que usa a metodologia OKR aqui no Brasil é a We Do LogosPedro Renan, seu CMO, definiu como um de seus objetivos “encantar o cliente”, para isso, alguns dos resultados-chave escolhidos foram:

É, critérios bem objetivos!

Acompanhando o desempenho da equipe pelo método OKR

Bem, com os objetivo e resultados-chave definidos, as equipes devem acompanhar seus progressos não apenas no fim de cada trimestre, mas com antecedência também, continuamente.

Assim, se até o fim do segundo mês as visitas orgânicas só aumentaram 20% em relação a igual período passado (os 2 meses anteriores) a tendência é que não se atinjam os 30% estipulados e, por isso, ações de correção tática devem ser desenvolvidas.

Mas você se lembra que os objetivos devem ser ambiciosos? Da mesma forma, os resultados-chave são um pouco superestimados, para “forçar” uma alta-performance.

Assim, se forem atingidos em 70%, já é considerado um bom resultado.

Na verdade, se sua equipe atingir os 100% do resultado-chave, significa que ele não foi ambicioso o suficiente.

Uma dica final: determine, no máximo, 4 ou 5 resultados-chave para acompanhar o atendimento de seus objetivos. Mais que isso, começa a ficar difícil de controlar.

Que achou da metodologia OKR? Você usa algo parecido em sua empresa? Conte para a gente nos comentários.

E se quiser estar sempre a par das últimas novidades sobre gestão e empreendedorismo, confira esta postagem de nosso blog: Canais de Podcast sobre empreendedorismo com dicas valiosas para seu negócio

Você também deve gostar de