Gestão Empresarial

Qual dos tipos de kanban é ideal para o seu negócio?

16/07/2018
tipos de kanban

Tem coisas que dão tão certo, que funcionam tão bem, que mesmo tendo sido inventadas há quase um século, continuam sendo empregadas com sucesso.

Esse é o caso da metodologia kanban, criada pelos japoneses por volta da década de 60 do século passado e usada até hoje.

O kanban surgiu como uma maneira de “organizar filas” para gerenciar estoques. Rapidamente se estendeu a todo processo produtivo em linhas de montagem automotivas.

Desenvolvido pela Toyota para diminuir desperdício e gargalos na produção, o método logo ganhou o mundo e diversos outros ramos de atividade.

Com o lançamento do manifesto ágil por desenvolvedores de software, em 2001, o kanban inspirou o surgimento do scrum e foi incluído entre as metodologias ágeis, como o lean, por exemplo.

Como você viu, a história do kanban é rica e deu vários frutos. Ele foi aprimorado e adaptado para diversos segmentos, com destaque para a gestão de equipes, o gerenciamento ágil de marketing, o desenvolvimento de produtos e principalmente de softwares.

Neste post, você vai conhecer alguns tipos de kanban e descobrir qual deles é o melhor para usar em seu negócio.

ebook hacks de produtividade

Saiba mais: Conheça 3 empresas que usam kanban e integrações entre ferramentas para gerenciar equipe e projetos

Um momento! 🤚 Como funciona o kanban?

É, você tem razão. Antes de conhecer os tipos de kanban, vamos conferir melhor os segredos da metodologia kanban.

Você tem um quadro tipo flip chart ou “lousa branca”?

Alguns post-its coloridos?

Esses são os materiais mais usados para organizar as filas de tarefas em listas, em um quadro kanban, veja este exemplo:

tipos de kanban

Fonte: Blog Diferencial TI

Funciona da seguinte forma:

Cada funcionário (a cor do “post-it” pode indicar para qual colaborador foi destinada a tarefa, mas nem sempre) pega uma tarefa para fazer na coluna “Para fazer” e passa para a coluna “Planejar”, enquanto estiver se ocupando de como desenvolverá a a tarefa.

Veja um exemplo do que pode estar escrito em um post-it (ou outro tipo de cartão):

tipos de kanban

Fonte: Blog Diferencial TI

Conforme cada colaborador vai desempenhando seu trabalho, muda a tarefa para a coluna seguinte, até chegar em “feito”, quando volta à coluna “Para fazer” e pega uma nova tarefa para se dedicar.

Um detalhe importante: nem sempre o mesmo colaborador é responsável por toda tarefa do início ao fim.

Normalmente quem revisa, por exemplo, é outra pessoa. Nesse caso, esse colaborador precisa ser avisado e o outro já vai buscar uma nova tarefa.

Ficou claro para você o que é kanban?

Vamos ver alguns tipos de kanban, então.

Veja também: Kanban e Agile: duas palavrinhas, muita produtividade!

3 tipos de kanban

1- Kanban de produção

O kanban de produção é a base do funcionamento do kanban que descrevemos acima.

Ele surgiu com apenas 3 colunas: para fazer (to do), fazendo (doing) e feitas (done), mas se desenvolveu para quadros mais complexos, como o exemplo que mostramos.

Esse tipo de kanban também é chamado de kanban “puxado”, porque toda vez que uma coluna fica vazia, isso significa que logo poderá ser preenchida por uma nova tarefa, que estava na coluna anterior, que será “puxada” para ela.

2- Kanban de movimentação

Trata-se de um tipo de kanban bastante específico.

Ele é muito usado em linhas de produção, onde a quantidade de tarefas sendo realizadas por sessão não pode exceder um certo número, caso contrário, se criará um gargalo.

Imagina que uma empresa que produz panelas de alumínio tenha 3 etapas em sua linha de produção: estamparia (que molda as panelas), polimento e colocação do cabo.

Digamos que o lote ideal de fabricação seja de 50 panelas.

Assim, ao iniciar a produção diária, somente depois que as primeiras 50 panelas forem enviadas da estamparia para o polimento é que um novo lote será enviado para a estamparia.

Depois disso, a estamparia também só poderá liberar esse lote para a etapa seguinte, quando 50 panelas tiverem sido polidas.

Dessa forma, a produção segue um ritmo que não sobrecarrega nenhuma das etapas e não se criam gargalos.

Se isso ocorrer e uma etapa começar a deixar as outras ociosas, é sinal que essa etapa do processo precisa ser revista e inicia-se um trabalho de melhoria do processo.

Confira este infográfico com mais detalhes sobre esses dois tipos de kanban:

tipos de kanban

Fonte: Blog Citisystems

3- E-kanban

Vamos combinar que “post-its” em quadros não são exatamente a última palavra em inovação, concorda?

E-kanban se refere a um do mais usados tipos de kanban, com o emprego de ferramentas eletrônicas para gerenciar um processo de kanban, o chamado “kanban eletrônico”.

Algumas das mais conhecidas ferramentas para esse tipo de kanban são o Trello, o Jira e o Kanban Tool.

Veja mais detalhes sobre uma dessas ferramentas: Entenda a ferramenta Trello e porque tantas empresas são viciadas nela

Otimizar processos com o uso do e-kanban pode ser ainda mais eficiente se você turbinar sua ferramenta kanban usando automatizações com outras ferramentas.

Por exemplo: toda vez que um cartão de tarefa for movido para determinada coluna em sua ferramenta kanban, um certo canal do Slack é avisado, ou é criado um novo negócio em seu CRM.

Veja mais alguns exemplos de automatizações criadas pela Pluga para você integrar o Trello com diversas outras ferramentas que usa em seu dia a dia:

You Might Also Like

  • MARCOS LIMA

    Muito bom chará!!! Forte abraço.

    • Pluga.co

      Muito obrigado Marcos! Tmj xará! 😉 Abraços!

close

Odeio tarefas manuais!

Compilei 11 dicas dos empreendedores mais eficazes do mundo para melhorar minha produtividade. Quer ver?

Receba durante 11 dias dicas incríveis que irão te ajudar a:

check
check
check

Melhorar a sua produtividade;

Ter mais tempo para curtir a vida (e não surtar);

Revolucionar sua forma de trabalhar!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.