Marketing

A incrível experiência de fazer pesquisa de mercado sem sair de sua mesa

09/02/2017
Como fazer uma pesquisa de mercado

Intuição, feeling, experiência e visão de negócios são talentos inatos. Mas, como em tudo na vida, há um limite.

Como dizia Peter Drucker: “Não é a empresa que define o mercado. É o cliente”. E como bolas de cristal têm se revelado cada vez mais imprecisas, a decisão certa a tomar para conhecer seu público é fazer pesquisas de mercado.

Ao contrário do que muitos pensam, tem como fazer uma pesquisa de mercado por um valor bem mais acessível do que você imagina, com resultados bastante interessantes!

Saiba mais: O que é Typeform? A incrível ferramenta de pesquisas online

Como fazer uma pesquisa de mercado passo a passo

Contratar institutos de pesquisa ou usar técnicas de neuromarketing pode ainda estar distante da realidade de sua empresa.

Mas, como todo empreendedor ou profissional de marketing que se preze, restrições de budget não vão te impedir de fazer um trabalho sério, com as ferramentas que tiver a mão.

É por isso que selecionamos para você 4 ferramentas para fazer pesquisa de satisfação de cliente, de mercado, ou até internas, com muita agilidade e investimentos que vão do gratuito ao bem razoável.

Mas antes de saber como fazer uma pesquisa de mercado com estes apps, seria interessante aprender um pouco mais sobre a metodologia deste tipo de instrumento de auxílio na tomada de decisão organizacional.

Vamos lá?

Pesquisa de mercado: como fazer em 5 passos

1- Por quê fazer uma pesquisa de mercado?

Os motivos são variados. Entre eles, podemos destacar:

  • Identificar oportunidades de negócios
  • Entender melhor seus clientes atuais
  • Se preparar para escalar as operações
  • Determinar mercados-alvo de forma realista
  • Ter mais dados para resolver um desafio específico do seu negócio
  • Identificar consumidores potenciais
  • Planejar estratégias efetivas

2- Defina os objetivos de sua pesquisa

Com ajuda dos motivos listados acima, responda 3 perguntas:

  1. Qual o motivo de sua pesquisa?
  2. Que informação será sondada?
  3. Como a informação será usada?

Um exemplo de resposta: Com o objetivo de auxiliar na determinação de nosso preço de venda, vamos sondar a percepção dos consumidores sobre nossos preços e dos concorrentes, e usar estas informações em comparação com nossas análises de custo e de percepção de valor de nosso produto para tomar a melhor decisão.

3- Descubra que informações já existem

Os chamados dados secundários são aqueles que já existem e estão disponibilizados no mercado. Você pode procurar fontes confiáveis para agregar mais informações a sua pesquisa, tais como:

  • BizStats: um site de pesquisas já prontas e gratuitas, com dados de vendas e faturamento de vários ramos.
  • CrunchBase: aqui você encontra uma série de filtros para pesquisar investidores, empreendedores, aquisições, fundos de investimentos e outros players atuantes com startups.
  • Ipeadata: dados da economia brasileira direto da fonte.
  • Banco de dados de pesquisas do IBGE: outra fonte oficial bastante rica.

E até uma pesquisa avançada no Google pode te ajudar.

4- Hora de fazer a pesquisa primária

Bom, apesar do que dissemos acima, não tem como fazer uma pesquisa de mercado sem dados primários, que são os que você vai coletar, seja por meio dos aplicativos que apresentaremos mais adiante, ou por outros métodos, com entrevistas pessoais cara a cara, “focus groups”, entrevistas de rua e telefone, entre outros.

5- Análise dos dados e determinação das ações

Após a coleta dos dados, é preciso transformá-los em informação e em conhecimento, capazes de auxiliar em sua tomada de decisão.

4 Apps que vão te ajudar a fazer sua pesquisa online

1- SurveyMonkey

Com planos gratuitos e pagos, o SurveyMonkey está totalmente em português e já ajudou muita gente a fazer pesquisas pelo mundo.

Você usa o construtor de questionários, com 15 tipos de perguntas, podendo até dar uma certa customizada com logos e cores, e envia para sua base de e-mails, inclusive com integração com o MailChimp, por exemplo.

2- Typeform

Com uma interface mais moderna, o Typeform se destaca pela beleza de seus formulários, o que ajuda muito no engajamento de sua pesquisa.

Os questionários ficam realmente elegantes, com um visual claro e totalmente responsivo.

Conta com 3 tipos de planos, sendo um deles gratuito.

No Plano Pro, por exemplo, é possível incluir um botão de pagamento, já integrado ao Stripe. Além disso, você pode usar condicionais no formulário, mudando dinamicamente as perguntas de acordo com as respostas.

E se você quiser ir além e dar uma turbinada na sua produtividade é possível, via Pluga, integrar o seu Typeform com o MailChimp e disparar e-mails automáticos para todos que preencheram o formulário. Veja outras aplicações:


3- Wufoo

Também focando em formulários fáceis de customizar e deixar atrativos, usando até dados lógicos para se adaptarem, conforme as respostas são dadas, o Wufoo ajuda também a compartilhar a pesquisa, por meio de links para páginas deles, páginas em seu site ou usando API.

Outro destaque é um formulário que se conecta a seus meios de pagamento, permitindo que você faça isso de forma customizada.

4- MindMiners

Nem só de gringos vive o mundo das pesquisas online!

A MindMiners foi criada em 2013, no Brasil, e em 2014 lançou o aplicativo MeSeems: uma base de pessoas dispostas a participar de pesquisas, hoje com mais de 200 mil cadastrados.

A sacada da MindMiners é que além de você poder usar a plataforma para utilizar seu software SaaS para criar formulários e realizar pesquisas, é possível linkar seus questionários à base de usuários do MeSeens, já contando com os perfis socioeconômicos e comportamentais mais adequados para que seus resultados de pesquisa sejam os mais assertivos possível.

Quer saber como fazer uma pesquisa de mercado com formulários online?

Assista ao Café com Pluga número 5, com Marcus RibeiroVictor Demétrio.

You Might Also Like

Your Heading Here

close

As 17 ferramentas mais usadas 

pelas principais startups do Brasil


Além das principais ferramentas usadas por startups como a Resultados Digitais e a Pluga, separamos os melhores hacks que vão permitir que você:

 

check
check
check

Aplique os 5 hábitos essenciais que os empreendedores mais eficientes do mercado não deixam de fazer;

Fuja da Síndrome de Burnout e tenha um time mais produtivo (e engajado)

E muito mais!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.