Marketing

9 Dicas de copys para a sua estratégia de email marketing

12/09/2019
copywriting para email

O e-mail foi julgado por muitos como um canal de comunicação que eventualmente iria morrer, já que ao longo do tempo, tantos outros canais, como os chatbots, por exemplo, surgiram. 

Mas para quem trabalha nesse meio, sabe muito bem que o e-mail é ainda uma das formas mais eficazes para converter e engajar pessoas com o seu negócio e nicho. 

A comunicação através do e-mail, é responsável por aquecer os seus contatos, prepará-los e até educá-los sobre seu negócio, para em um futuro próximo, abordá-los de forma a converter em uma ação. 

Essa ação em sua maioria é com foco em venda.

E as caixas de entrada, que também fazem parte do sistema de e-mail, representam um dos canais mais pessoais e reservados, contendo em sua maioria as informações importantes e de interesse de cada usuário. 

Então entra o questionamento: Como se destacar no meio da caixa de entrada?

Por isso decidimos dar dicas de como estruturar uma estratégia eficaz, assertiva e com copys extraordinárias em e-mails.

Mas primeiro… você sabe o que é uma copy e a função de um copywriter?

O que é copywriting?

Se você ainda não conhece a arte das copys, nós vamos te apresentar hoje! 

A palavra copy foi citada pela primeira vez em 1828, pelo escritor americano Noah Webster. Na época, as copys faziam referência a algo original que deveria ser replicado na escrita.

Com o passar do tempo, essa metodologia e ferramenta mudou e se popularizou entre os redatores publicitários, responsáveis por fazer uma venda mais suave com textos persuasivos, parecido com um branded content.

Hoje, o Copywriting é mais focado na conversão em si, então a estrutura inteira é trabalhada focando sempre na conversão, na ação por parte do leitor para com aquele produto ou serviço. 

A partir disso, a função de copywriter se distanciou um pouco do universo publicitário, mas ainda assim, é bem comum encontrarmos profissionais dessa área. 

No Brasil, o profissional de Copys é o responsável por criar frases e gatilhos dentro de anúncios. Isso de forma persuasiva, diferentemente do redator, que também tem a intenção de conversão, mas que trabalha com um conteúdo muito mais informativo.

Por que o Copywriting surgiu?

O Copywriting surgiu a partir da necessidade de uma comunicação mais assertiva e focada na conversão e na ação de quem ela queria comunicar. Então a ideia era fazer uma escrita não passiva, que além de fazer o leitor se instigar com o assunto, se empolgar a ponto de querer converter, e ao final do processo comprar algo.

Foi por essas necessidades que esse profissional se estabeleceu tão bem no mercado e continua se destacando por ser uma das ferramentas dentro de uma estratégia de marketing.

E como eu faço para criar Copys imbatíveis e conquistar meus leads?

Pensando em auxiliar na forma como você se comunica com sua base de contatos, vamos listar 9 dicas para copys extraordinárias em seus e-mails.

Dicas de copys para e-mail marketing

Foque no assunto

O assunto do seu e-mail é a porta de entrada para o conteúdo que você quer apresentar.

Então escreva assuntos que se destaquem na multidão da vasta caixa de entrada do seu lead. 

Lembre-se, você não é único querendo chamar a atenção dele, por isso pense com carinho no assunto de cada e-mail. 

Você pode utilizar o nome do lead, emojis e brincar com as palavras, mas evite assuntos muito longos, tente ficar no limite entre 50 e 60 caracteres e não use palavras apelativas como “grátis”, “venda mais”, “dinheiro fácil” e coisas do tipo.

A outra coisa…

O que você está prometendo tem de ser real!

Cumpra o que está prometendo! 

Se você diz no seu assunto de e-mail que vai falar sobre a nova loja de brownies do bairro, então no corpo do texto do seu e-mail, tem que ser sobre a nova loja de brownies do bairro. 

Isso significa: não faça clickbait. Foque na mensagem que você quer passar, seja verdadeiro e não fuja do foco da comunicação.

Se seu lead entrar em seu e-mail e perceber que caiu em um clickbait, ele vai colocar seu e-mail na categoria SPAM, e você não quer isso. 

Quanto menos credibilidade seu e-mail tiver, mais chances dele não chegar na caixa de entrada dos seus usuários e sim na caixa de SPAM.

Linguagem simples, rápida e fácil

Assim que o lead abre o e-mail, a primeira coisa que ele faz é uma leitura dinâmica. Ou seja, ele vai dar aquela passada de olho rápida para ver se vale a pena ele separar um tempo para ler seu e-mail

Para deixar seu corpo de e-mail com uma leitura mais atrativa, faça parágrafos pequenos, eles ajudam a distribuir melhor a informação e destacar o que pode ser relevante para o seu lead. 

Utilize de imagens, infográficos ou vídeos. Essas são três opções com percentual visual maior, e se usados de forma inteligente podem trazer mais engajamento para o seu e-mail.

Personalize sua comunicação

Acredite, quanto mais nichada a sua comunicação melhor.

Escreva cada e-mail como se fosse uma conversa individual, como se você fosse falar com cada lead de cada vez. 

Pensando nisso, falar de uma maneira mais informal, utilizar emojis e tratar o lead pelo nome está liberado. 

Quando a comunicação é focada naquela pessoa, ela entende que é valorizada pela sua empresa, que seus valores estão alinhados e que suas dores serão sanadas. 

Seja direto no seu objetivo

Se você acha que vai conseguir escrever textos longos dentro de um e-mail marketing, você está enganado. 

Se o seu e-mail não for uma newsletter com um texto de relevância alta para o usuário, é muito provável que ele não leia até o final ou que não consuma todo o conteúdo colocado nela.

Por isso, seja direto! A comunicação e informação terão de ser feitas de alguma forma, mas não se alongue em textos longos se o seu objetivo é mais promocional do que informativo.

Por isso, seja objetivo!

Palavras em negrito

O negrito ajuda a atrair a atenção para algo específico, alguma informação que você acha extremamente importante que o lead saiba, mas atenção, use com moderação e não em parágrafos inteiros, apenas em palavras ou pequenas sentenças relevantes.

Dessa forma a leitura se torna mais agradável, você melhora a assimilação do usuário e o ajuda a encontrar as partes importantes dentro do seu texto.

Palavras em caixa alta

PALAVRAS EM CAIXA ALTA SEMPRE CAUSAM POLÊMICA! 

Isso acontece porque elas dão a sensação de que você está GRITANDO em texto com a pessoa, o que em certos contextos é verdade, mas assim como negrito, as caixas altas podem ser usadas para destacar alguma determinada palavra, aquela que merece uma atenção maior.

Alguns blogs e canais de comunicação também usam cores de destaque no texto.

COMO POR EXEMPLO ESSA FRASE AQUI.

O que nós recomendamos é utilizar esse tipo de coloração em CTA’s, fazendo referência a um botão mesmo. Não como uma grifada no texto, porque pode ser que fique visualmente poluído se usado em excesso. 

Utilize perguntas para engajar

Fazer a pergunta certa no momento certo pode instigar seu leitor a pensar, concorda?

As perguntas tem o poder de fazer cada usuário se questionar e questionar aquilo que você está propondo.

Em um e-mail marketing por exemplo, você pode fazer perguntas em relação a faturamento e números do seu usuários.

Como por exemplo: 

“A empresa X realizou Y campanhas neste mês.

E a sua somente METADE disso. Você quer saber como melhorar seu engajamento até o final do ano? Então me acompanhe nesse texto.”

Esse é só um exemplo de como você pode usar o poder das palavras para influenciar seus leitores.

CTA (Call-To-Action)

Aqui é chover no molhado, mas é sempre bom reforçar, TENHA UM CALL TO ACTION. Ou seja, uma chamada para ação no corpo do seu e-mail. 

Um CTA não precisa ser, necessariamente, um botão levando para um link externo. 

Um CTA pode ser algo como “responda esse e-mail em caso de dúvidas”, “encaminhe esse e-mail caso seja interessante para outra pessoa”, enfim, pode ser qualquer coisa que possa gerar uma ação do lead.

Ele tem de condizer com a sua proposta de comunicação e fazer sentido para o lead realizar a ação de fato.

Curtiram nossas dicas? 

Boas-vendas!

Artigo escrito por leadlovers.

You Might Also Like

Your Heading Here

close

As 17 ferramentas mais usadas 

pelas principais startups do Brasil


Além das principais ferramentas usadas por startups como a Resultados Digitais e a Pluga, separamos os melhores hacks que vão permitir que você:

 

check
check
check

Aplique os 5 hábitos essenciais que os empreendedores mais eficientes do mercado não deixam de fazer;

Fuja da Síndrome de Burnout e tenha um time mais produtivo (e engajado)

E muito mais!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.