Vendas

Saiba tudo sobre e-commerce: monte ou potencialize seu negócio online

20/03/2018
tudo sobre e-commerce

A palavra e-commerce tem origem no inglês e significa “comércio eletrônico”, ou seja: fazer vendas por meio de plataformas baseadas na internet.

E dentre as várias formas de e-commerce, umas das mais conhecidas são as lojas online, onde se disponibilizam produtos e serviços para a venda.

Fazer compras do conforto de suas casas é o que os novos consumidores mais têm buscado, atualmente, e de forma bastante exigente, por sinal.

Além disso, o proprietário da loja online também pode trabalhar remotamente. Os dois lados ganham.

Mas como se monta uma loja online? Nesta postagem, você vai entender tudo sobre e-commerce, além de mais detalhes sobre como ter sucesso nesse tipo de empreendimento.

Para montar um e-commerce, você vai precisar de um meio de pagamento online, baixe nosso e-book e saiba como escolher o ideal para seu negócio:

Saiba mais: O guia ilustrado para escolher o melhor meio de pagamento digital para o seu negócio

Tudo sobre e-commerce: um guia para montar sua loja online

O “bê-a-bá” de um e-commerce

Se você já tem sua loja montada e operando, talvez esta primeira parte do texto seja um pouco básica para você.

Mas, mesmo para quem já trabalha com e-commerce, sempre vale a pena revisar alguns conceitos, vamos lá?

Defina seu nicho

O passo número um para saber tudo sobre e-commerce e começar um negócio online é definir um nicho de atuação.

Isso quer dizer: a necessidade específica do público que o e-commerce atenderá.

Atuar de forma muito ampla, no início, será muito complicado: tenha foco!

Veja alguns exemplos para começar um e-commerce:

  • Aulas particulares para estudantes do ensino médio,
  • Cursos livres na área de marketing;
  • Moda feminina para adolescentes;
  • Acessórios de informática “descolados”.

Escolha sua carteira de produtos ou serviços

Depois disso, é preciso definir quais produtos ou serviços serão comercializados na loja virtual.

No caso de venda de serviços, como aulas particulares, os “produtos” poderiam ser:

  • Aulas de inglês por Skype;
  • Aulas de espanhol presenciais;
  • Reforço escolar;

Entre outros.

Já para o comércio de bens físicos, se definir o nicho de moda feminina para adolescentes, os seguintes produtos podem fazer parte da grade da loja virtual:

  • Cintos;
  • Bolsas;
  • Blusas;
  • Vestidos;
  • Macacões;
  • Casacos etc.

Organize seu “catálogo de vendas”

Feito isso, é necessário organizar tudo para facilitar a compra por seus clientes, criando descrições, definindo preços, fazendo upload de imagens, separando em categorias, etc.

Sem falar nas formas de pagamento, que comentamos logo no início do post. Se quiser mais informações sobre elas, baixe também este infográfico: O melhor meio de pagamento digital para o seu negócio.

  • Tudo isso parece bastante complicado para você?
  • Como construir um site com todas essas funcionalidades?
  • Será preciso contratar desenvolvedores?
  • Existem opções gratuitas?

Calma! Para solucionar essas questões, é possível utilizar as plataformas para venda online.

Conheça algumas delas.

As principais plataformas para venda online

Existem diversas ferramentas que podem ajudar na montagem de uma loja virtual.

A escolha dependerá da facilidade que você tem em utilizar cada uma das plataformas e construir seu e-commerce.

Além disso, também é importante ver qual é mais adequada para os produtos ou serviços oferecidos.

Podem ser citadas 3 plataformas muito utilizadas no mercado brasileiro, elas são:

  • WooCommerce;
  • Loja Integrada;
  • Magento.

1- WooCommerce

O WooCommerce é utilizado por quase 10.000 domínios no Brasil. Isso é devido a sua flexibilidade e facilidade de integração ao WordPress.

É possível cadastrar todos os tipos de produtos, realizar promoções, campanhas de marketing e também simplificar a forma de cobrança do frete.

Veja também:

2- Loja Integrada

Já a Loja Integrada é uma plataforma feita no Brasil.

Ela permite a criação de um e-commerce gratuito. Além disso, disponibiliza tutoriais de uso bastante fáceis de entender.

Outra funcionalidade é a presença de relatórios de venda e de crescimento da loja online.

Ela também pode ser integrada a aplicativos como Google Analytics e o Facebook.

Aliás, ela pode ser integrada a várias outras ferramentas por meio de integrações criadas pela Pluga, veja só:

3- Magento

Contando com cerca de 5.500 domínios no país, essa ferramenta é popular devido a sua facilidade interna de criação e personalização dos sites.

O Magento oferece uma navegação otimizada, sendo considerada uma das melhores e mais rápidas do mercado.

Confira: WooCommerce Vs Magento, uma disputa acirrada!

Diferença de Plataforma Open Source e Plataforma Proprietária

Quem quer saber tudo sobre e-commerce não pode deixar de aprender essa particularidade do tipo de plataforma escolhida.

Open Source

As plataformas Open Source são lojas online de código livre.

Ou seja, elas são desenvolvidas por programadores que disponibilizam seu código para download gratuitamente na internet.

Elas permitem alterações limitadas.

Plataformas Proprietárias

Por sua vez, as plataformas Proprietárias são pagas.

Porém, essas ferramentas são formuladas de forma exclusiva. Elas possuem tecnologia própria, sendo desenvolvidas de acordo com o desejo do seu proprietário.

As principais funcionalidades que o e-commerce deve fornecer

Uma loja virtual deve oferecer a melhor experiência de navegação para seus usuários.

Isso fará com que o cliente mantenha o interesse e volte a comprar no e-commerce.

Conheça algumas funcionalidades essenciais.

1- Pesquisar produtos em categorias

Grande parte dos clientes chega à loja por meio dos mecanismos de busca, como o Google.

Porém, o ideal é que ele consiga encontrar a variedades do produto de forma organizada e categorizada.

Isso aumenta a chance de venda.

2- Disponibilizar Cross-selling & Up-Selling

Cross-selling significa fornecer ao cliente opções relacionadas ao produto que ele busca.

Ou seja, se uma pessoa compra sapatos masculinos é provável que ela procure também meias para combinar.

Um complementa o outro.

Já o Up-selling seria apresentar produtos que estão uma categoria acima daqueles que foram procurados.

Uma pessoa que compra um aparelho de barbear talvez queira comprar o kit completo para barba, por exemplo.

3- Gerenciar os produtos da loja

Esse recurso é fundamental para o proprietário do e-commerce.

Isto é, contar com uma forma simples e rápida para acrescentar ou retirar os produtos disponíveis.

Além disso, também é imprescindível que a ferramenta forneça facilidades para importar fotos, descrições e informações dos artigos para a loja.

Tudo sobre e-commerce: dicas finais

A loja virtual é uma ótima maneira de começar um negócio na internet.

Para isso, é importante contar com uma boa plataforma e os recursos necessários para o gerenciamento.

Com um produto ou serviço de qualidade e as dicas aprendidas, você conseguirá iniciar seu negócio online rapidamente.

E se você já tem uma loja operando, agora que já sabe tudo sobre e-commerce, basta colocar em prática e realizar muitas vendas online.

Quer ainda mais algumas dicas para aumentar vendas? Então baixe este e-book gratuito:

guia-pratico-para-aumentar-vendas-email-marketing

You Might Also Like

  • Renato Aguena

    Oi

  • Renato Aguena

    Testando 1, 2, 3

close

PagSeguro, Moip, Mercado Pago...

Qual é o melhor para você?

Você não quer um meio de pagamento que cause dores de cabeça, certo?!

Esse infográfico é perfeito para que você: 

check
check
check

Identifique se está pagando muito nas taxas de cartão e boleto;

Compare as principais ferramentas de pagamento online do mercado;

Saiba qual delas pode te ajudar a faturar mais!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.