• Como funciona
  • O que é
  • Como automatizar

Como funciona o Excel

É fácil entender como funciona o Excel: é um aplicativo utilizado para a criação de planilhas eletrônicas que possibilita o uso de recursos para trabalhar dados.

O software utiliza fórmulas e funções que realizam cálculos, filtros e ordenações com dados lançados nas tabelas. Utiliza a linguagem Visual Basic, que permite estender o uso da ferramenta para tarefas mais complexas, como usar o Excel de forma automatizada na gestão de finanças, estoques, vendas, etc.

excel

Como funciona o Excel

É fácil entender como funciona o Excel: é um aplicativo utilizado para a criação de planilhas eletrônicas que possibilita o uso de recursos para trabalhar dados.

O software utiliza fórmulas e funções que realizam cálculos, filtros e ordenações com dados lançados nas tabelas. Utiliza a linguagem Visual Basic, que permite estender o uso da ferramenta para tarefas mais complexas, como usar o Excel de forma automatizada na gestão de finanças, estoques, vendas, etc.

O que é Excel

O que é Excel? Excel é a ferramenta de criação e edição de planilhas eletrônicas da Microsoft, que possui versões offline e online, para edições na nuvem.

O software utiliza tabelas para registrar e exibir dados, dispostos em linhas e colunas.

Os recursos do Excel incluem a criação de gráficos, cálculos complexos, ordenação e filtro de dados, execução de macros entre diversas funções. Além disso, é possível integrá-lo com outras ferramentas web.

excel online

O que é Excel

O que é Excel? Excel é a ferramenta de criação e edição de planilhas eletrônicas da Microsoft, que possui versões offline e online, para edições na nuvem.

O software utiliza tabelas para registrar e exibir dados, dispostos em linhas e colunas.

Os recursos do Excel incluem a criação de gráficos, cálculos complexos, ordenação e filtro de dados, execução de macros entre diversas funções. Além disso, é possível integrá-lo com outras ferramentas web.

Como automatizar o Excel

É possível automatizar uma planilha Excel de forma que ela execute tarefas mecânicas por você.

Para automatizar uma planilha Excel é preciso usar as APIs, protocolos web que permitem que ferramentas compartilhem dados.

Por exemplo: se você deseja que as vendas de seu e-commerce sejam inseridas automaticamente em uma planilha, você pode fazer isso com uma automatização.

Mas você não precisa saber como automatizar o Excel via código de programação. Você pode usar as automatizações da Pluga, que conectam mais de 50 ferramentas com o Excel.

Veja aqui: Integrações Excel

planilhas excel

Como automatizar o Excel

É possível automatizar uma planilha Excel de forma que ela execute tarefas mecânicas por você.

Para automatizar uma planilha Excel é preciso usar as APIs, protocolos web que permitem que ferramentas compartilhem dados.

Por exemplo: se você deseja que as vendas de seu e-commerce sejam inseridas automaticamente em uma planilha, você pode fazer isso com uma automatização.

Mas você não precisa saber como automatizar o Excel via código de programação. Você pode usar as automatizações da Pluga, que conectam mais de 50 ferramentas com o Excel.

Veja aqui: Integrações Excel

Faça mais com Excel

  • Antes de entender como criar um CRM no Excel é importante compreender a diferença entre uma estratégia de CRM e um sistema CRM.

    Estratégia CRM: é o conjunto de processos que as empresas criam para padronizar e otimizar o gerenciamento dos seus contatos,sejam eles externos ou internos.

    Sistema CRM: é a plataforma que registra, centraliza, organiza e compartilha os dados desses contatos de maneira segura, de acordo com a sua estratégia de CRM.

    Embora existam ferramentas específicas para CRM, você pode utilizar o Excel como um sistema CRM, realizando o cadastro de clientes e organizando um funil de vendas.

    Para cadastrar clientes, crie colunas para os campos de cadastro que desejar. Por exemplo: “nome do cliente”, “endereço”, “telefone”, “e-mail”, “ramo de atividade”, “dores do cliente”, “faturamento”, “porte da empresa”, “ticket médio de compras”, etc.

    Para montar um funil de vendas, crie colunas nomeadas com as etapas do seu processo de vendas. Por exemplo: “primeiro contato”, “visita de apresentação”, “envio de proposta”, “negociação” e “fechamento”.

    Em seguida preencha as células da planilha com os nomes dos clientes, alocando-as nas colunas correspondentes às etapas do funil em que os clientes se encontram.

    Depois, ao longo do tempo, mova as células pelas colunas da tabela conforme a evolução da negociação.

  • Um dashboard no Excel funciona como um painel de controle que reúne diversas informações através de gráficos e tabelas. Seu principal objetivo é permitir que o usuário consiga visualizar em um único lugar um grande número de dados de forma simultânea.

    Para criar um dashboard no Excel é preciso combinar alguns elementos-chave: fórmulas, integrações com outros aplicativos e gráficos.

    O primeiro passo é escolher quais os dados que você deseja que constem em seu dashboard no Excel. Por exemplo, imagine um dashboard para acompanhar o índice de satisfação dos seus clientes. Neste caso, você pode definir que a sua planilha seja alimentada com as respostas dadas a um formulário de pesquisa (como Google Forms ou Typeform).

    O segundo passo é tornar essa alimentação de dados o mais automatizada possível. Você pode fazer isso através das automatizações da Pluga (acesse as integrações e ative aqui: Integrações Excel), enviando automaticamente as respostas dos seus clientes para a sua planilha.

    Por fim, use a função de criação de gráficos do Excel para tornar os dados visuais e fáceis de interpretar.

  • Uma planilha inteligente de Excel nada mais é que uma planilha totalmente automatizada.

    Além de minimizar erros e trazer respostas imediatas, a planilha inteligente pode fazer muita diferença na velocidade com que o gestor poderá realizar análises de dados e tomar decisões.

    Para criar planilhas inteligentes no Excel você deve aplicar fórmulas nas células onde deseja que apareçam as respostas automaticamente.

    Assim, ao inserir novos dados em linhas ou colunas específicas, você poderá obter respostas automáticas sobre somas, médias,valores máximos ou mínimos, e muito mais.

    Em outras palavras, você automatiza os resultados utilizando funções. Reunimos aqui algumas funções que podem ser utilizadas na criação de planilhas inteligentes do Excel:

    SOMA: a função mais básica do Excel, soma valores das células indicadas. É possível adicionar valores individuais, referências de outras células ou intervalos, ou uma mistura dos três. A sintaxe é =SOMA(número1;[número2];...)

    SOMASE: similar à função de soma, porém apenas adiciona os valores que atendam a critérios pré-determinados por você. Por exemplo, você pode determinar que em uma coluna que contém números, você só deseja somar apenas os valores maiores que 100. A sintaxe é: SOMASE(intervalo; critérios; [intervalo_soma])

    PROCV: a função PROCV é utilizada para localizar um conteúdo em uma tabela obedecendo a um critério de busca, e depois retornar esse valor em uma célula específica. A sintaxe é: PROCV(chave_pesquisa; intervalo; índice; [classificado])

    Ou, sendo mais detalhista, PROCV(valor de pesquisa; intervalo contendo o valor de pesquisa; o número da coluna no intervalo que contém o valor de retorno; opcionalmente especificar VERDADEIRO para uma correspondência aproximada ou FALSO para uma correspondência exata).

    MÉDIA: como o próprio nome já diz, calcula a média aritmética entre os valores de um intervalo. A sintaxe é: MÉDIA(núm1, [núm2], ...)

    CONCATENAR: agrupa, em uma única linha de texto, diversas cadeias de caracteres, formando frases e sentenças, utilizando dados de células de suas planilhas de Excel ou dados redigidos diretamente na fórmula da função. Você pode usar, por exemplo, para gerar o nome completo dos seus clientes à partir de dois campos separados “nome” e “sobrenome”. A sintaxe é: CONCATENAR(texto1, [texto2], ...).

  • As macros do Excel são uma série de comandos que ficam gravados, e que podem ser acessados e executados sempre que for necessário. São utilizadas para automatizar tarefas que precisariam ser feitas manualmente, proporcionando ganho de tempo e eficiência.

    Você pode usar macros no Excel utilizando o gravador de macros ou criando suas macros por conta própria, através do editor do Visual Basic (VBE).

    O gravador de macros é a forma mais simples de utilizar macros no Excel. Com ele você grava rotinas e depois as executa repetidas vezes, exatamente como gravou.

    Um exemplo de uso é na formatação de células. Suponha que você queira alterar a cor, tamanho e alinhamento da fonte em diversas células, colunas e abas. Gravando as ações de formatação de uma única célula em uma macro é possível replicar a operação nas demais células clicando apenas em um botão.

    No site da Microsoft você encontra um passo a passo sobre como automatizar tarefas com o gravador de macros.

    Por outro lado, o editor do Visual Basic permite que você escreva seu próprio código VBA no Excel e adicione variáveis, estruturas de controle e outros comandos personalizados que o gravador de macros não é capaz de gravar.

    Por exemplo, se você desejar que uma mensagem de boas vindas apareça para todos os usuários da sua planilha, você pode escrever sua macro direto no VBE.

    Para fazer isso vá até o menu “Ferramenta” > “Macros” > “Editor do Visual Basic”. O editor se abrirá e lá você pode digitar o código.

    Para efeito deste exemplo, você deve redigir uma macro com o parâmetro Auto_Open() e inserir o comando MsgBox, conforme este exemplo: Sub Auto_Open() MsgBox “Crie automatizações em menos de 2 minutos com a Pluga!” End Sub.

    Pronto, agora toda vez que a planilha for aberta sua mensagem será exibida.

    Para aprender mais sobre comandos e variáveis em VBA acesse aqui o tutorial da Microsoft.

  • É possível enviar e receber dados das suas planilhas de forma automatizada, integrando o Excel a diversas outras ferramentas web.

    A Pluga disponibiliza mais de 59 integrações Excel prontas para que você consiga realizar essas automatizações em pouco tempo, sem precisar digitar nenhuma linha de código.

Conheça o Excel

  • O software do Excel não é gratuito. Para fazer o download do Excel você deve adquirir uma assinatura do Microsoft 365, seja ela para uso doméstico ou comercial.

    Uma vez que você possua uma assinatura, você deve acessar o site www.office.com e selecionar “Entrar”. Em seguida, siga os passos correspondentes ao seu tipo de conta.

    Se for uma conta Microsoft, selecione “Instalar o Office”, caso seja um conta corporativa ou de estudante, na página inicial do Microsoft 365, selecione “Instalar os aplicativos do Office” e escolha o Excel.

    Pronto, você acabou de baixar o Excel em seu computador.

  • É possível converter PDF para Excel e criar planilhas do Excel a partir de uma tabela presente em um arquivo PDF. Para isso você deve usar um conversor de arquivos da Adobe, que pode ser adquirido nesta página: Converter PDF para Excel.

    O programa promete converter arquivos PDF em planilhas totalmente editáveis e oferece um período de avaliação gratuita.

    Existe também outro aplicativo chamado Nitro, que oferece 14 dias de avaliação gratuita.

    Para realizar o caminho inverso, e converter Excel em PDF, existem diversas alternativas. Você pode salvar o arquivo como PDF direto do Excel, utilizando os comandos “Salvar Como > PDF”.

    Ou se preferir pode utilizar conversores online como o SmallPDF, IlovePDF e SodaPDF.

  • Antes de procurar por cursos de Excel online, é preciso definir qual o seu nível de conhecimento. Isso porque você vai encontrar diversos cursos de Excel: avançados e básicos.

    Excel nível básico

    O usuário de nível básico é aquele que consegue estruturar e formatar uma planilha. É capaz de realizar formatações, mesclar células, mover planilhas e inserir gráficos. Além disso, sabe realizar operações matemáticas básicas, como soma, subtração, multiplicação, divisão e porcentagem.

    Excel nível intermediário

    O usuário nível intermediário detém todos os conhecimentos do nível básico e consegue também realizar operações mais complexas como utilizar fórmulas lógicas, criar tabelas dinâmicas, redigir fórmulas de texto e utilizar a função PROCV.

    Excel nível avançado

    O usuário nível avançado detém todos os conhecimentos dos níveis básico e intermediário e sabe empregar as melhores funções para otimização do tempo e análise de dados. É capaz de realizar formatação condicional, aplicar fórmulas matemáticas complexas, utiliza fórmulas financeiras ou de engenharia, grava e edita macros, realiza a validação de dados e utiliza ferramentas de análise.

    Agora que você já sabe qual o seu nível, está pronto para encontrar o curso de Excel mais adequado para a sua necessidade. Separamos aqui alguns cursos de Excel online, confira:

    Ninja do Excel: a plataforma reúne diversos cursos de Excel, do básico ao avançado, inclusive VBA e Power BI. Oferece, também, um teste para você confirmar qual o seu nível de conhecimento.

    Curso Excel Alura: curso de nível básico, contém 120 minutos de vídeos que ensinam desde a área de trabalho do Excel até como inserir fórmulas básicas nas planilhas.

    Curso Excel Certificado Cursos Online: com 60 horas de duração, o curso é gratuito e cobre conhecimentos básicos e intermediários.

    Doutores do Excel: oferece uma variedade com mais de 40 cursos de Excel, avançados e básicos, para diversos tipos de aplicação. Alguns deles são gratuitos.

  • Saber como fazer gráfico no Excel é mais simples do que parece.

    Para criar um gráfico no Excel basta seguir este passo a passo:

    - Insira os dados que serão utilizados no gráfico em uma tabela (por exemplo: o número de itens vendidos por sua loja mês a mês);

    - Selecione com o seu mouse as células que contém as informações que você deseja usar em seu gráfico (por exemplo: caso você queira comparar a venda de sapatos com a venda de bolsas ao longo do ano, selecione as linhas referentes a esses itens na sua tabela);

    - Em seguida, selecione: “Inserir” > “Gráficos Recomendados”;

    - Escolha o layout de gráfico de sua preferência e clique em “OK”.

    Seu gráfico no Excel está criado!

  • Existe uma enorme quantidade de funções prontas no Excel, como SOMA, MÉDIA, TAXA, RAIZ e muitas outras. Além disso, você pode criar suas próprias fórmulas, usando a notação do sinal de igual “=” na célula onde aparecerá o resultado da fórmula, seguido dos endereços das células onde vai capturar os dados e os sinais matemáticos correspondentes.

    Veja alguns exemplos em detalhes.

    Como calcular porcentagem no Excel: depois do sinal de igual, coloque o endereço da célula onde está a quantidade sobre a qual se quer calcular a porcentagem, seguida da barra “/” e depois o endereço da célula onde está o valor correspondente a 100% do valor.

    Por exemplo: suponha que seu estoque máximo é de 200 camisetas. Você tem 30 em estoque e deseja calcular qual o percentual de estoque isso representa. Na célula A2 você deve preencher o número 30 e na Célula B2, 200. Sua fórmula ficará =A2/B2.

    Depois, com a célula de resposta selecionada, na página inicial, no grupo “número”, clique no símbolo de “%”. No nosso exemplo, ao aplicar essa formatação, sua planilha exibirá o resultado percentual: 15%.

    Como usar PROCV Excel: esta função encontra um determinado resultado em uma tabela ou linha. Ela é amplamente utilizada para automatizar a visualização de dados da sua planilha.

    Por exemplo: em uma planilha de estoque de uma loja multimarcas, você pode pesquisar pelo código da peça de roupas para ver informações como nome, preço, fornecedor, etc.

    Use o seguinte esquema dentro da célula: = PROCV (valor de pesquisa, intervalo que contém o valor de pesquisa, o número da coluna no intervalo que contém o valor de retorno, a correspondência aproximada “verdadeiro” ou a correspondência exata “falso”).

    Como usar soma no Excel: essa é a fórmula mais simples do Excel. Para somar valores use o seguinte esquema na célula onde deseja que apareça o resultado: =SOMA(intervalo). Por exemplo, para saber quantos artigos você possui em estoque, considerando todos os produtos listados na coluna C de uma tabela que vai até a linha 12, use: =SOMA(C2:C12).

Amazing comments, suggestions and feedbacks

Popular articles from Blog

  • Produtividade nas alturas com softwares de gerenciamento de projetos
    Ler artigo
  • Apps e planilhas financeiras podem fazer maravilhas por sua startup
    Ler artigo
  • Como criar um negócio do zero em apenas 2 dias com a Pluga
    Ler artigo