Financeiro

A revolucionária tecnologia blockchain: muito (muito mesmo) além de bitcoins

18/04/2017
tecnologia blockchain

O que te impede de confiar na pessoa que vende um carro, por exemplo, sem que ela apresente os documentos (dela e do veículo) e vocês fechem o negócio em um cartório?

Resumindo muito: a tecnologia blockchain é o segredo para que todas as espécies de transações e trocas no mundo, não apenas dinheiro e bitcoins, sejam feitas com mais segurança, agilidade e sem intermediação de terceiros (= sem comissões ou taxas).

Mergulhe com a gente no mundo da tecnologia Blockchain.

banner-footer-blog-ebook-5-habitos

Veja também: Growth Hack: como transformar outra palavra da moda em resultados de verdade

Tecnologia blockchain: a maneira mais fácil de confiar nos outros

Apesar do nome ter um ar meio sinistro, podendo ser traduzido (com uma boa dose de licença dramática) para “blocos em cadeia” ou “correntes bloqueadas”, na verdade a tecnologia blockchain tem um incrível potencial benéfico para a sociedade.

Ela realmente pode libertar as pessoas e as instituições de algo que vem assombrando a humanidade desde que o primeiro homem das cavernas trocou um machado de pedra por um pedaço de carne de mamute:

😒 Confiança nas Transações 🤔

É por causa de nossa desconfiança natural de que os outros estão nos enganado que precisamos de um banco para guardar nosso dinheiro, ou assinar um contrato com testemunhas e de uma escritura na hora de comprar uma casa.

E para que você entenda como clareza como isso pode ser totalmente revolucionário, sem acreditar em histórias malucas de dominação global conspiratória, selecionamos 2 vídeos do TED, que vamos explicar em detalhes.

Pegue a pipoca e nos acompanhe, por favor.

Um pouco da história da tecnologia blockchain

Antes de iniciarmos a sessão, alguns trailers dos episódios anteriores.

Sim, blockchain tem tudo a ver com bitcoin, mas já está bem mais adiante de apenas ser isso: um sistema para trocar moedas virtuais com confiança e segurança.

Criado pelo enigmático personagem Satoshi Nakamoto, como o código fonte dos bitcoins, ele foi aberto em 2009, sendo a base para mais criptomoedas e diversas outras evoluções que vamos tratar a seguir.

Como funciona a tecnologia blockchain

A sacada de Nakamoto (ou da pessoa ou grupo de pessoas de quem ele é um avatar) foi criar uma maneira de registrar todas as transações e trocas de quem faz parte do sistema em blocos, como um livro caixa gigantesco e virtual.

Esses blocos são criptografados e todos, absolutamente todos que fazem parte do sistema, têm acesso a essas criptografias.

Assim, todo mundo pode acessar os dados, mas não sabem exatamente o que está acontecendo, porque está tudo criptografado.

A cada 10 minutos, quando um bloco de transações é liberado, a comunidade que está integrada ao sistema “empresta” o poder de seus computadores para analisar os dados acumulados nesses 10 minutos e verificar se são verídicos e corretos.

Se tudo for aprovado, esse bloco é acrescentado a sequência de blocos de transações anteriores e nunca mais ele poderá ser modificado por ninguém. (Entendeu o nome, agora? Blockchain = sequência de blocos).

Como todos têm acesso aos dados, e todos verificaram sua veracidade, eles são confiáveis.

E mais, depois de verificados, todo mundo pode acessar os dados, pois em qualquer máquina da rede blockchain é criada uma cópia.

Por exemplo: dá para saber se aquele carro é mesmo da pessoa que quer te vender, qual a avaliação do vendedor no eBay e coisas do gênero, desde que essas informações sejam originalmente públicas (ninguém raqueia informações secretas).

Mas por que as pessoas teriam interesse em ficar oferecendo suas máquinas e poder computacional para que o sistema funcione?

Porque são pagos com bitcoins para isso (os tais “mineradores” de bitcoins). Atualmente, para que a mineração de bitcoins seja rentável, algumas empresas e até particulares usam computadores superpotentes para fazer esse trabalho.

Em resumo:

Uma rede descentralizada e criptografada certifica e guarda todas as informações transacionais entre as pessoas de forma imutável.

Ficou confuso?

Dá uma olhada no vídeo do Dan Tapscott no TED, ele explica isso bem direitinho.

3 aplicações práticas da tecnologia blockchain

Se você assistiu à palestra de Tapscott até o final, viu que é possível criar contratos inteligentes, que só se realizam se todas as informações trocadas entre os interessados foram verídicas, uma especialidade da empresa Ethereum, acesse o site para ver o que eles fazem lá.

Viu também que a ABRA está ajudando pessoas a fazer remessas de dinheiro através do mundo (não bitcoins, mas dinheiro mesmo), com muito mais agilidade e preços reduzidíssimos.

Outro exemplo sensacional da palestra é o site Mycelia, onde artistas, compositores e músicos criam conteúdo intelectual e musical e podem comercializar esses ativos recebendo um preço justo por seu uso.

Mas por que tudo isso funciona tão bem com a tecnologia blockchain?

É isso que vamos entender assistindo ao próximo vídeo. Sua pipoca já acabou? Pega mais…

Quem é você? O que vocês estão negociando? E se não der certo?

A pesquisadora da tecnologia blockchain Bettina Warburg explica neste vídeo o que há de tão disruptivo nessa nova maneira de fazer negócios.

Ao longo da história, as pessoas tinham receio de trocar coisas entre si (ainda mais hoje, com o comércio eletrônico à distância) por três motivos:

  1. Não conheciam a pessoa com quem estavam negociando
  2. Era difícil manter registros transparentes das negociações
  3. E se não desse certo, qual o plano B?

A tecnologia blockchain resolve tudo isso num “passe de códigos”:

Quem é você?

Todas as informações públicas de identidade e históricos de sites como Ebay, Reclame Aqui e outros estão lá, fáceis de encontrar em um único lugar.

Qual o histórico de suas transações anteriores?

Todas as transações anteriores daquela pessoa ou empresa estão documentadas, e se ela quer provar sua idoneidade, terá que apresentar estes dados para você.

E, diferente do mundo real, em que certidões falsas podem ser apresentadas, os dados dessa pessoa estão criptografados pela tecnologia blockchain, assim, você sabe quem ela é e o que fez na vida com segurança e confiabilidade.

O prometido não foi cumprido, e agora?

Mesmo com tudo isso, se a pessoa que prometeu te vender um relógio em um e-commerce, por exemplo, não entregar, os fundos que você devia para ele não serão liberados, porque, como é possível criar contratos inteligentes, isso só ocorrerá se ele cumprir o que prometeu (e você terá que pagar, se ele cumprir).

Na opinião de Warburg, podemos dizer que todas as informações do mundo real que você poderia pesquisar livremente, mas demoraria uma eternidade para encontrá-las (e sem certeza da veracidade), agora estão todas ali, graças a tecnologia blockchain, facilitando as transações e aumentando a confiança entre as pessoas.

Quer entender melhor? Assista à palestra no TED, você vai ver que a tecnologia blockchain é bem mais simples do que parece.

O fim da incerteza

O que os especialistas falam sobre a tecnologia blockchain é que um dos maiores entraves ao desenvolvimento econômico, a incerteza que temos em relação às transações e trocas, pode simplesmente desaparecer.

E, com isso, bancos comerciais, bancos centrais, entidades de controle comercial, além de taxas e comissões de intermediação, vão acabar.

Será mesmo? Você não tem certeza?

Bom, se você ainda está em dúvida, assista a mais um filminho. Este é, da IBM, bem mais didático e fácil de entender:

E você já usa criptomoeda e a tecnologia blockchain, ou recebe pagamentos via Bitcoin?

Compartilha com a gente a sua experiência e ajude a desmistificar a tecnologia que pode revolucionar o mundo!

You Might Also Like

  • Arnaldo Xicatto

    Ao meu entender tudo referente ao Vendedor e o Comprador esta perfeito, entretanto existe um Terceiro que podemos chamar de Entregador e um Quarto que podemos chamar de Governo. Alguém sabe explicar?

close

[Template Exclusivo]

Planilha para Controle de Recebíveis

Fizemos uma planilha online que vai te ajudar a:

check
check
check
check

Melhorar a gestão financeira da sua empresa;

Acompanhar todos os pagamentos aprovados mês à mês;

Analisar a curva de crescimento em vendas do seu negócio;

E muito mais!

  • Seus dados estão seguros! Prometemos não te enviar spam.