API

O que significa API e como isto pode mudar a sua vida

14/06/2016
o que significa API

Humanos tem uma habilidade incrível de receber uma informação visual, combinar com experiências passadas e saber o que precisa ser feito. É por isto, por exemplo, que sabemos que a cor vermelha do semáforo significa “pare”. Máquinas, no entanto, não tem a mesma capacidade humana, elas precisam que “algo” leia os dados. Este “algo” são as APIs. Mas o que significa API?

O que significa API:

API (Interface de Programação de Aplicativos) é uma solução que torna os dados de um website compreensíveis para um computador. Por meio dele, um computador pode ver e editar um dado.

Em 2013 mais de 10 mil APIs tinham sido publicadas por empresas para consumo público. É por meio de uma API, por exemplo, que o seu meio de pagamento “lê” os dados da sua página de checkout e os usa para processar o pagamento.  Ou como o MailChimp “lê” os dados de cadastro de um novo usuário e envia para uma lista.

É por meio também destas APIs que as soluções de conectividade, como a Pluga, integram as mais variadas soluções web.

Novidade: Nova Integração! Saiba como funciona o MercadoPago, como usá-lo na Pluga e muito mais!

O papel da API para trabalhos repetitivos

Vamos explicar melhor o que significa API e como elas auxiliam sua vida. Imagina você ter que ler um dado, interpretá-lo e lançar em uma lista do MailChimp. Isso não é um problema, certo? Um dado por dia, provavelmente um novo cadastrado. Talvez você perca no máximo 5 minutos.

No entanto, o que aconteceria se esta fosse uma tarefa extremamente trabalhosa, de copiar milhares de cadastros todo o dia? Você adoraria delegar esta função a um computador, que o faria rapidamente e com precisão. Para delegar esta tarefa, no caso do MailChimp, você precisaria usar a API deste para integrá-lo a um outro sistema, no caso o seu.

Com uma integração você pode fazer algo em um sistema que será automaticamente atualizado no outro. Certos sistemas já possuem integração nativa, basta que você autentique a sua conta. Você já deve ter reparado isto em certas situações, como no caso abaixo do Leadin com o MailChimp.

O Leadin é uma solução gratuita da Hubspot para captura de e-mail. Com a integração, cada novo cadastro no Formulário do Leadin, cai em determinada lista do MailChimp. Imagina se você tivesse que fazer tudo manualmente? 😓

O que significa API - Plugin do Leadin, exemplo da Pluga

E quando soluções web não possuem integrações nativas?

Vimos que é por meio de uma API que o computador lê os dados de um website. E que, por meio dele, um computador pode ver e editar um dado. E também vimos que quando dois sistemas começam a “conversar entre si”, então há uma integração. Certos sistemas possuem integrações nativas, mas a maioria não.

E o que acontece quando as soluções web não possuem integrações nativas? Bem, neste caso, temos que realizar muito trabalho manual. E ainda corremos o risco de cometer erros sem perceber.

Este conceito de eliminar o trabalho manual repetitivo não se limita ao profissional não. Olha o que está acontecendo, por exemplo, no mercado de Internet das Coisas (IoT). A ideia da IoT é criar hardwares inteligentes, não apenas softwares, que possam se comunicar.

Imagina, por exemplo, se a sua geladeira se comunicasse com o sistema da Amazon Fresh, via API. avisando que o leite está acabando. A verdade que isso já acontece. O sistema da Amazon Dash já se comunica com a Amazon Fresh para entregas de produtos. Duvida? olha aqui!

Entendeu o que significa API e o poder que ela oferece para quem quer integrar ferramentas web e, desta forma, aumentar a produtividade? São inúmeras as aplicações, tanto na vida pessoal quanto na profissional!

Veja também: 7 ferramentas para aumentar a produtividade do seu negócio

E como podemos aplicar a automatização de processos na sua empresa

Um dos mandamentos mais importantes dos bons programadores pode ser resumido em três letras: DRY (Don’t Repeat Yourself), do inglês, “não se repita”. Em vez de re-escrever um bloco de código inteiro, mudando só algumas variáveis, por que não transformá-lo numa função 100% reutilizável?

Esse preceito da não repetição é a base dos aplicativos de automação, que cuidam de executar ações em dispositivos ou serviços conectados quando gatilhos são acionados. Tudo isso sem interferência humana ou qualquer necessidade de escrever código, o que poupa tempo e dinheiro.

Eles podem ser configurados, por exemplo, para automaticamente ativar o modo silencioso do seu smartphone quando você chega a um local, armazenar os anexos recebidos no Gmail numa pasta do Dropbox ou incluir os pagamentos que sua empresa processa pela iugu numa planilha do Google Sheets.

E aí, gostou? Esta entendendo melhor o que significa API? Ainda tem alguma dúvida sobre como ferramentas de conectividade podem otimizar os processos da sua empresa? Compartilhe a sua opinião ou dúvida conosco nos comentários!

Veja mais: Breve História das Interfaces de Programação de Aplicação

Você também deve gostar de