Tudo sobre "Marketing 5.0: tecnologia para a humanidade"!
marketing 5.0 tecnologia para a humanidade
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook

O marketing 5.0 é um conceito que surgiu como um conjunto de estratégias de marketing resultantes das transformações digitais impostas pela pandemia do COVID-19.

Diante de marcos históricos, como o que ocorreu em 2020, é comum que mudanças sociais aconteçam e mudem o comportamento de consumidores, empreendedores e da população de uma maneira geral. 

Após a Segunda Guerra Mundial, por exemplo, e em consequência dela, as mulheres começaram a ocupar locais de trabalho que antes não era sequer permitido a sua participação. 

Esse tipo de movimento não mostra, de forma alguma,  que há algo de benéfico em situações como a pandemia ou guerras, mas que existem mudanças que ocorrem, ou se aceleram, a partir desses acontecimentos tão dramáticos.

E foi isso que parece ter acontecido com o comportamento de compra durante a pandemia. 

Philip Kotler, conhecido como o pai do marketing, foi um dos criadores do livro “Marketing 5.0: Tecnologia para a humanidade”, lançado no início de 2021, junto com Hermanwan Kartajaya e Iwan Setiawan. Vale lembrar que em 2016, Kotler já havia lançado o livro “Marketing 4.0: Do tradicional ao digital” com Iwan Setiawan.

Mas, afinal, o que é marketing 5.0? Quais exemplos e características? É sobre isso que vamos falar ao longo deste artigo. Continue lendo e descubra. 

O que é marketing 5.0?

O marketing 5.0 é a evolução mais recente do marketing e propõe a união entre a inteligência humana e artificial. 

Em outras palavras, o marketing 5.0 considera a união entre tecnologia e o contato humano como forma de oferecer melhores experiências, gerar engajamento e manter a dinâmica comercial em funcionamento. 

De um lado temos o avanço das ferramentas tecnológicas, chatbots com inteligência artificial e comunicação por dispositivos eletrônicos cada vez mais presente em nosso dia a dia. Do outro, temos a natural necessidade de estabelecer vínculos e oferecer um atendimento humanizado e personalizado. 

Essa dinâmica pauta o que é o marketing 5.0 e como ele deve ser encarado pelas empresas. 

A tecnologia é indispensável, assim como o toque humano e a comunicação personalizada, que faz cada consumidor se sentir único. 

O principal objetivo das estratégias de marketing 5.0 é ampliar a qualidade da experiência que o cliente vive com a empresa, o que inclui atender às novas demandas do comportamento do consumidor, muito relacionadas ao digital.

Alguns dados comprovam tudo isso que estamos falando. Por exemplo, uma pesquisa da  Math Ads indica que nove em cada dez brasileiros fazem pesquisas na internet antes de concluir uma compra.

Além disso, o crescimento recorde do e-commerce em 2020, não foi um fato isolado. No ano em que a pandemia iniciou, foram mais de 300 milhões de pedidos e faturamento recorde no e-commerce brasileiro.

E não parou por aí. Segundo levantamento da Neotrust, em 2021, o e-commerce brasileiro registrou um novo faturamento recorde com mais de R$161 bilhões. O número de pedidos também aumentou em 16,9%, com 353 milhões de entregas.

Mas nem só de compras online vive o novo comportamento dos clientes. 

Segundo o relatório da Zendesk de 2022, sete a cada 10 consumidores concordam fortemente que a Inteligência Artificial é útil para a sociedade e 66% dos clientes aprovam a IA por facilitar suas vidas.

Então, estaríamos vivendo em um mundo em que a personalização e humanização são elementos menos valorizados na interação? 

Não é isso que os estudos indicam. A pesquisa da Epsilon, por exemplo, mostra que 80% dos consumidores estão mais propensos a comprar de companhias que ofereçam experiências personalizadas

Esses são apenas alguns dados que nos levam a entender o conceito por trás do marketing 5.0 que propõe a união da tecnologia ao fator humano.  

5 elementos presentes no livro “Marketing 5.0: tecnologia para a humanidade”

Como dissemos acima, o conceito do marketing 5.0 surgiu no livro “Marketing 5.0: tecnologia para a humanidade”, onde são apresentados o que chamamos de 5 elementos do marketing 5.0:

  1. Marketing baseado em dados;
  2. Marketing preditivo;
  3. Marketing contextual;
  4. Marketing aumentado;
  5. Marketing ágil.

 

Vamos examinar cada um deles mais de perto para te ajudar a compreender mais a fundo as características desse modelo e como aplicá-las para alcançar os resultados desejados.

1. Marketing baseado em dados

O marketing baseado em dados se baseia na coleta de  informações relevantes, que podem ser aplicadas para a maximização do retorno em campanhas e ações de marketing. Ele oferece mais assertividade nas decisões da empresa, amplia o retorno sobre investimento, reduz custos (como os relacionados à aquisição de clientes) e mais. 

Ao observar as métricas relacionadas a cada campanha, é possível identificar oportunidades para a ampliação de investimento em campanhas que estão trazendo bons resultados, por exemplo.

Além disso, também é possível reduzir os custos associados a ações que não estão trazendo os resultados esperados. 

Não estamos simplesmente falando de cortar investimentos que não trazem resultado, mas de identificar as razões dos números negativos e otimizar as campanhas.

Perceba que os dados permitem mais inteligência na identificação de problemas e na opção por soluções.

Os indicadores também permitem:

  • Um melhor mapeamento da jornada do cliente;
  • Facilidade na segmentação do público; 
  • Identificação dos melhores canais de aquisição e comunicação, e mais. 

 

Em suma, olhar os dados de cada campanha da empresa permite identificar onde você está acertando, onde está errando e quais devem ser as prioridades do setor. 

Tudo isso, permite que a sua empresa ofereça maior qualidade na experiência para o cliente

Não é preciso se desesperar. As próprias ferramentas de marketing já oferecem diversos dados que a sua empresa vai precisar. 

É possível usar o Google Analytics, softwares de automação de marketing e outras plataformas que podem tornar o marketing de dados um poderoso elemento de tomada de decisão na sua empresa. 

2. Marketing Preditivo

O segundo elemento previsto no livro “Marketing 5.0: tecnologia para a humanidade” é o marketing preditivo.

Como o próprio nome nos inclina a entender, estamos falando da capacidade de prever o resultado das ações da empresa junto ao mercado. 

Por exemplo, prever se um lançamento fará ou não sucesso junto ao público preferencial. 

Como ninguém tem uma bola de cristal, essa previsão é feita a partir de:

  • Avaliação dos resultados de ações anteriores;
  • Análise de dados; 
  • Circunstâncias de aplicação da estratégia.

 

3. Marketing Contextual

Esse elemento do marketing 5.0 considera que a empresa precisa de um contexto sobre o cliente para agir com maior assertividade.

Isso inclui entender quais são as suas preferências, canais preferidos, etapas da jornada de compra e outros fatores que vão contribuir para o reconhecimento do cliente por parte das ferramentas de IA, por exemplo. 

Ao entender o cliente da empresa, é possível se antecipar às suas demandas, necessidades e desejos. Bem como se adiantar na construção de respostas personalizadas.

Ao ter o contexto do cliente ideal da empresa mapeado é possível determinar o tipo de mensagem personalizada para cada persona, em cada etapa do funil de vendas

Sem um contexto sobre o consumidor, acertar o tom e a mensagem é um desafio muito mais complexo. 

Mais uma vez a tecnologia pode te ajudar a mapear a sua persona, ou cliente ideal, e construir respostas eficientes que vão chegar a pessoas certas, no momento ideal.

4. Marketing Aumentado

Aqui podemos considerar o uso do termo “aumentado” estando relacionado a produtividade

Ou seja, ao uso de ferramentas tecnológicas que vão levar ao aumento da produtividade dos profissionais de marketing. 

Sem dúvida, com volume de etapas e ações do marketing digital atual, a tecnologia se torna indispensável para tornar possível a execução de cada etapa com a qualidade necessária. 

Isso sem falar na capacidade que oferece para o crescimento escalável dos resultados e para a gestão do marketing. 

Aqui podemos incluir o uso de ferramentas que atuam como humanos, ou que replicam a inteligência humana no relacionamento com os clientes. 

Entre os exemplos mais clássicos estão os chatbots, capazes de interagir com os clientes de uma empresa por meio da linguagem natural. Também podemos considerar:

  • Assistentes virtuais;
  • O conjunto de recursos incluídos no conceito de Internet das Coisas (IoT) e mais.  

 

É fundamental destacar que o uso desses recursos, dentro do marketing 5.0, tem como objetivo melhorar o relacionamento entre a empresa e as pessoas que interagem com ela, em especial seus clientes.  

Por meio do uso ideal da tecnologia é possível aumentar a qualidade, a velocidade e a eficiência da comunicação entre empresa e consumidores. 

5. Marketing Ágil

Não é preciso nem dizer o quanto a transformação digital continua acontecendo em tempo recorde, avançando a cada dia. 

Acompanhar essa evolução é fundamental para que as empresas continuem oferecendo um relacionamento de qualidade, em escala, baseado em resultados e nas novas demandas dos seus consumidores.

Por isso, a agilidade é um elemento indispensável para o marketing 5.0. É ela que permite o acompanhamento da evolução do setor. 

O marketing ágil é, portanto, uma estratégia acelerada de gerenciamento de projetos, onde os objetivos são bem definidos e cada etapa é dividida em pequenas tarefas. Assim, o time de marketing consegue focar seus esforços até que o projeto seja finalizado. 

Alguns elementos que permitem a implementação desse modelo de marketing é a construção de equipes descentralizadas e multifuncionais, capazes de se adaptar facilmente às novidades, identificá-las e implementá-las sem grandes dificuldades ou burocracias. 

Em resumo, a agilidade é um elemento central para a execução do marketing 5.0.

A evolução do marketing

Falar do marketing 5.0 também exige uma breve observação do que já passou. Ao entender a evolução do marketing é mais simples compreender o modelo em que estamos inseridos. 

Marketing 1.0

A era do marketing 1.0 era sobre a apresentação do produto para o mercado. O foco estava na oferta e na qualidade do que era oferecido. Feito a partir de ferramentas offline e com pouca ou nenhuma interação entre marca e clientes. 

Marketing 2.0

É o marketing que começa a considerar o consumidor e a segmentação de mercado. Está inserido na era da informação, na qual o cliente já é capaz de comparar opções e as empresas se preocupam em entender os hábitos de seus consumidores e atender às suas necessidades.

Marketing 3.0

Já passamos pela era do produto e a era da informação, e agora chegamos à “Era do Valor”.

O objetivo é construir marcas que mostram que possuem valores além da venda dos produtos e serviços que oferecem. 

A comunicação está mais voltada para a construção de uma marca com valores humanos. Conceitos como sustentabilidade ganham mais espaço. 

Marketing 4.0

É aqui que o digital passa a dominar a comunicação entre cliente e empresa de forma completa, em todas as etapas da jornada do cliente e, consequentemente, da criação da estratégia dessas empresas. 

O conceito de omnichannel é o centro do marketing 4.0 e as empresas precisam estar em todos os canais, de forma integrada para oferecer uma boa experiência ao consumidor. 

Os conceitos offline e online são integrados. 

Marketing 5.0

Como dissemos no início deste artigo, o marketing 5.0 é a consolidação das tecnologias digitais avançadas como a inteligência artificial alinhada à personalização, humanização e segmentação da comunicação. 

Alguns exemplos de marketing 5.0 que se tornam marca registrada dessa fase são:

  • Uso da Inteligência artificial;
  • Automação de marketing;
  • Internet das Coisas;
  • Assistentes virtuais;
  • Reconhecimento facial e de voz;
  • Blockchain;
  • Realidade virtual e aumentada e mais. 

 

A evolução do marketing até a integração de ferramentas

Sem dúvida, a integração de ferramentas é uma das formas mais inteligentes de ter acesso a:

  • Dados;
  • Previsão de resultados;
  • Aumento da produtividade;
  • Contexto dos clientes;
  • Agilidade. 

 

Sendo esses os 5 elementos do marketing 5.0, se torna automática a compreensão de que a integração de ferramentas tem um papel central na execução dessas estratégias. 

Para integrar as múltiplas ferramentas de marketing que a empresa usa, você pode contar, por exemplo, com as soluções da Pluga.

Nosso sistema permite que você faça integrações incríveis entre as ferramentas web que você mais usa, sem que você precise saber sobre programação. É tudo muito rápido e muito simples.

Acesse o site da Pluga, conheça as ferramentas que podemos integrar e dê um passo em direção à criação de um negócio escalável, por meio da integração do conhecimento gerado pelas principais ferramentas usadas por sua empresa. 

Esse artigo foi útil para você? 😎
Média: 5 / 5

Você também pode gostar

A Ploomes CRM é uma plataforma de otimização de processos de uma empresa, sejam eles relacionados ao funil de vendas ou a outros setores […]