Magento para Loja Virtual: como usar, recursos, prós e contras
Tudo sobre Magento Loja Virtual
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook

O Magento para loja virtual é a plataforma de desenvolvimento de e-commerces, que atualmente faz parte do grupo Adobe. 

Criada em 2008 e comprada pela Adobe em 2018 por US$1,68 bilhões, a plataforma Magento sempre teve como foco contribuir para a criação de lojas que oferecem uma excelente experiência aos clientes

Para isso, a ferramenta permite a completa personalização e customização dos componentes que disponibiliza aos desenvolvedores.

Como foi indicado pela Gartner Group, em um estudo que considera múltiplos critérios como visão de negócio, desenvolvimento, implementação, suporte e experiência do usuário, o Magento é uma das plataformas líderes em comércio eletrônico no mundo. 

Em seu portfólio estão as lojas de empresas como a Coca-Cola, Riachuelo, Melissa, Malwee, Nike. 

Para que você possa compreender quais são as funcionalidades que o Magento oferece e se essa é uma boa opção para o seu negócio, criamos este guia que vai responder:

  • O que é Magento
  • Como funciona a plataforma Magento para loja virtual
  • Principais recursos do Magento
  • Como usar Magento para criar uma loja virtual
  • Quais as diferenças entre Magento 1.x versus Magento 2.x
  • Woocommerce Vs Magento: qual é a melhor opção
  • Quais as vantagens de escolher o Magento para sua loja virtual
  • O que o sistema Magento faz pela experiência do cliente

Bateu curiosidade? Então continue acompanhando este texto e entenda como usar o Magento para loja virtual. 

O que é Magento? 

Magento é um sistema de criação de lojas virtuais, open source, em nuvem, que permite a personalização completa de e-commerces desenvolvidos dentro da plataforma. O sistema oferece um código principal e centenas de componentes opcionais que aprimoram ou substituem esse produto central. 

Isso faz com que o Magento seja completamente customizável, para diferentes tipos de lojas e necessidades.

Dessa forma, desenvolvedores podem criar uma loja virtual completamente segmentada, a partir de um sistema completo e personalizável. 

Tudo isso foi pensado para que os gestores de e-commerces possam criar boas experiências de compra para seus clientes.

O Magento também oferece um conjunto de APIs que permitem que você:

  • Crie novos aplicativos, importantes para a sua operação, 
  • Integre sua loja a outros sistemas como CRM e ERP, facilitando a gestão dos  processos mais importantes de um e-commerce e garantindo melhores resultados em cada um, 
  • Incorpore módulos de pagamento variados e personalizados,
  • Inclua ferramentas de gestão de conteúdo, 
  • Desenvolva widgets javascript e mais.
Leia também: 5 bons exemplos de API que podem fazer seu negócio ser mais produtivo em alguns cliques

Além de permitir um alto nível de personalização, o sistema do Magento para e-commerce também oferece uma loja oficial, o Magento Marketplace, com extensões e temas que podem ser implementados em seu sistema para otimizar a sua loja.

É possível encontrar extensões para os departamentos de:

  • suporte ao cliente, 
  • pagamentos e segurança, 
  • marketing, 
  • gestão financeira, 
  • frete, 
  • otimização do site e mais. 

Além desses, existem muitos outros recursos dentro da plataforma de criação de lojas virtuais do sistema Magento, como você verá a seguir. 

Plataforma Magento: como funciona?

A plataforma de criação de loja virtual do Magento funciona como um sistema para desenvolvimento e implementação de e-commerce para diferentes tipos de empresas. 

Totalmente em PHP e MySQL, com elementos de Zend Framework , código aberto e hospedagem em nuvem, a ferramenta se torna ainda mais personalizada por funcionar a partir da integração de módulos independentes. Eles facilitam a criação de novas funcionalidades de acordo com a necessidade de cada empreendedor. 

Entre os módulos que você encontra para integrar às sua loja estão opções para:

  • oferecimento de diferentes meios de pagamento, 
  • recuperação de carrinhos abandonados, 
  • calculo de frete, 
  • gestão de estoque, e mais.

A construção em módulos é facilitada ainda pela possibilidade de integração da plataforma com outros sistemas, como ferramentas de e-mail marketing, SEO e ERP, Google Analytics e muitas outras.

Vale considerar também que a construção a partir de módulos contribui ainda para a economia gerada na construção da loja virtual da Magento, já que cada parte é gratuita.

Mesmo com um sistema simples, a plataforma exige a atuação de um profissional de programação para a construção da loja. 

É possível encontrar diferentes agências especializadas na criação de lojas virtuais a partir do sistema Magento. 

Principais recursos do Magento

A seguir, criamos uma lista com os principais recursos do Magento para loja virtual. Se você não possui conhecimento técnico, talvez esses sejam os recursos que ache mais interessantes:

  • Magento Marketplace é a loja oficial de extensões e temas, sobre o qual já falamos acima;
  • Magento Performance Toolkit: recurso para medir e otimizar a velocidade do site;
  • Gestão do catálogo super fácil, permitindo que você cadastre produtos com facilidade em sua loja;
  • Painel para gerenciamento de pedidos intuitivo: através do painel você consegue visualizar, criar e editar pedidos em poucos cliques;
  • Criação de cupons de desconto para você fazer aquelas promoções que irão te ajudar a vender mais;
  • Área do cliente, onde ele consegue visualizar o status do pedido sem precisar enviar e-mails para o suporte.

Agora, se você já fala a língua das máquinas {🤖}, o sistema do Magento pode fazer seus olhos brilharem por permitir:

  • APIs avançadas que facilitam a criação de novos aplicativos e integração com outros sistemas, 
  • Armazenamento de página completa e entrega de conteúdo global, por meio da integração à rede de entrega de conteúdo (CDN) da Fastly, linguagem de configuração Varnish (VCL) e extensão Fastly,
  • Otimização do Desempenho no Front-end: redução do JavaScript, CSS e HTML e compactação de imagens. Todo JavaScript e CSS ficam na primeira página reduzindo o conteúdo que deve ser baixado nas demais páginas, 
  • Otimização do desempenho no back-end, com armazenamento de pedidos, por exemplo;
  • Ambientes de integração;
  • Monitoramento e teste de desempenho, entre outros. 

Além dos recursos acima, dentro desse universo do Magento para loja virtual vale destacar algumas funcionalidades interessantes e diferenciais para quem irá criar um e-commerce a partir dessa ferramenta. São elas: 

  • Confiabilidade e disponibilidade: o sistema Magento garante 99,99% de nível de disponibilidade do serviço e uma arquitetura de alta confiabilidade.
  • Magento Business Intelligence: permite integrar os dados do seu e-commerce com outras ferramentas analíticas. Assim, proporciona a criação de dashboards repletos de informações para que seus times atinjam os melhores resultados.
  • Magento Order Management: um sistema para envio dos pedidos aos clientes que pode ser conectado também às suas lojas físicas, criando uma verdadeira experiência omnichannel.

Marketplace Extensions: o sistema Magento conta com um verdadeiro ecossistema de parceiros que você pode aproveitar para turbinar sua loja virtual. Assim, você oferece a melhor experiência aos clientes e tem uma enorme gama de ferramentas de gestão de e-commerce para administrar sua loja online com mais eficiência.

Dica! Faça o download do ebook Implementando uma Estratégia Omnichannel na sua Empresa” e conheça mais sobre esse tópico tão relevante para lojas virtuais.

Como usar Magento para criar uma loja virtual?

Como vimos até aqui, o Magento para loja virtual é uma ferramenta de desenvolvimento e implantação de e-commerce, que permite uma organização e programação mais fácil de toda a infraestrutura de um negócio. 

O sistema de criação é em módulos, facilitando a personalização da loja e a aquisição de recursos importantes para oferecer uma boa experiência de compra ao consumidor. 

Dentro do Magento, é possível realizar testes ágeis e rápidos que contribuem para o desenvolvimento ideal da loja, identificando falhas e realizando melhorias de maneira eficiente. 

Também reforçamos a necessidade de buscar por um desenvolvedor que tenha experiência com o Magento para garantir o trabalho eficiente da instalação e configuração para a criação da sua loja. 

Quais as diferenças entre Magento 1.x versus Magento 2.x?

Talvez, na sua busca por conhecer mais sobre o Magento para loja virtual, você tenha se deparado com as duas versões do sistema: Magento 1x e o Magento 2x. 

| Mas, afinal, quais são as diferenças entre esses dois modelos? 🤯

Na prática, o Magento 2.xx é uma versão mais nova e atual do Magento 1.x, permitindo acesso a mais opções de segurança e desempenho

O Magento 1.x não possui mais suporte, desde junho de 2020, conforme anúncio oficial da Adobe. Essa lacuna também é, sem dúvida, uma diferença a ser considerada ao escolher entre os dois modelos. 

| Mas, o que há além disso? Quais as principais diferenças do Magento 1 e a versão do Magento 2.x? 

Maior segurança

Quando o assunto é compra e venda online, a segurança é um dos aspectos indispensáveis para uma gestão eficiente. 

Afinal, problemas de segurança internos ou relacionados aos dados dos clientes, podem gerar um impacto tão negativo em sua reputação que a sua marca pode não resistir.

Na versão do Magento 2.x houve uma alteração importante com a remoção do diretório/downloader. Esse recurso funcionava como um facilitador para acesso de invasores, o que impactava o nível de segurança e deixava seu sistema mais exposto.

Na versão 1 esse downloader ainda está presente e é recomendável a mudança. 

Atualização geral para compatibilidade com novas linguagens

Na versão mais recente do Magento é possível usar também a versão mais atual do PHP, HTML, CSS e JQuery.

Esse tópico é um pouco mais técnico, mas é importante citá-lo pois ele também pode contribuir para a segurança da sua loja virtual. 

Além disso, você também sentirá impacto em outras áreas como:

  • Desempenho;
  • Acesso a novos recursos para desenvolvedores, como comparação combinada, manejo de exceção multi-catch, mais parâmetros offset negativos de strings, push de servidor HTTP/2, entre muitas outras; 
  • Garantia de suporte e mais. 

Maior velocidade de carregamento das páginas

Talvez você ainda não tenha parado para pensar em como a velocidade de carregamento das suas páginas impactam os resultados de venda da sua loja virtual. 

Entretanto, uma pesquisa realizada pela Akamal com a Forrester Consulting, identificou que 40% dos consumidores não esperam mais do que 3 segundos pelo carregamento de uma página. ⏱

Logo, imagina ter gasto com campanhas de anúncio, convencido o usuário a clicar, mas perdê-lo porque sua página demora muito a carregar. Aumento do custo de aquisição de clientes e redução do retorno sobre investimento, são alguns dos resultados. 

Na relação Magento 1.x vs Magento 2.x, a versão mais nova promete maior velocidade de carregamento das páginas do seu e-commerce, contribuindo assim para seus resultados gerais associados.

O sistema ainda é integrado ao Varnish Cache, uma tecnologia de aceleração HTTP, que reduz a carga do servidor e aumenta a velocidade de carregamento das páginas, ao oferecer um sistema de cache que salva as páginas estáticas e oferece um carregamento muito mais rápido.

Capacidade de visualizações de página por hora

Mais um upgrade pode ser identificado ao optar pelo Magento 2.x: o sistema consegue suportar 10 milhões de visualizações de página por hora. Já a versão do Magento 1.x tem capacidade de apenas 500.000 visualizações de página/hora.

É claro que esse aspecto só será relevante para você se o número de visitas à sua loja for alto. Entretanto, lembre-se de preparar a sua empresa para o crescimento, afinal esse é o objetivo de grande parte dos negócios virtuais. 😉

Checkout otimizado

Mais simples, o checkout do Magento 2.x é otimizado, transparente e enxuto, o que contribui para a redução de taxas de abandono de carrinho. 

Criar um processo de compra simples, que inclua um checkout otimizado, pode impactar diretamente seus resultados de vendas. É possível identificar essa relação em pesquisas como a realizada pela Salesforce, que mostra que 74% dos consumidores tendem a abandonar uma compra se identificarem que não há um processo de checkout simples. 💸

Acesso a inovações

Assim como deixou de receber suporte, o Magento 1.x também não recebe mais atualizações nem inovações. Logo, uma loja na versão desatualizada ficará sem acesso a novidades da ferramenta, atualização de sistemas e qualquer acesso às inovações típicas da Adobe e do Magento. 

Facilidade de uso das APIs

No Magento 2.x, as APIs fazem parte da nova estrutura modular do sistema. Isso permite ao desenvolvedor trabalhar de forma independente, inclusive em outros servidores. 

É possível usar um Swagger nativo para integrar as APIs de maneira ainda mais simples. 

Mobile mais amigável

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o smartphone foi o dispositivo utilizado em 87% das compras pela internet em 2021.

Isso quer dizer que a sua loja precisa acompanhar essa realidade e oferecer uma experiência mais positiva para os clientes que optarem por canais mobile. 📱

Na comparação entre Magento 1.xx vs Magento 2.xx, o modelo mais atual oferece uma melhor adaptação ao mobile, o que contribui para resultados de vendas ao acompanhar tendências como a que apresentamos acima.

Vale lembrar que, para uma estratégia de SEO para e-commerce, a versão mobile do site também é muito relevante. 

Em suma, temas responsivos tem mais chances de levar a sua empresa para as primeiras posições de resultados orgânicos do Google, o buscador mais famoso do mundo. 

Framework de testes nativo

Mais uma novidade do Magento 2.x é o framework de testes nativo, que permite mais velocidade na realização de alterações na loja. Entre os recursos dessa nova funcionalidade podemos citar: 

  • Execução de testes automatizados; 
  • Possibilidade de apresentar as alterações aos visitantes da loja, apenas quando estiverem 100% prontas e testadas;
  • Report de falhas, entre outras.

Em resumo, a atualização do Magento 1.x para as versões de Magento 2.x incluem alterações significativas, entre elas:

  • Maior segurança;
  • atualização geral para compatibilidade com novas linguagens;
  • maior velocidade de carregamento das páginas;
  • capacidade de visualizações de página por hora;
  • checkout otimizado;
  • acesso a inovações;
  • facilidade de uso das APIs;
  • mobile mais amigável;
  • framework de testes nativo.

Woocommerce Vs Magento: qual é a melhor opção?

Até aqui foi possível identificar o que é o Magento e como ele funciona na criação de uma loja virtual. Também conhecemos mais sobre seus recursos, funcionalidades e sobre os ganhos que a ferramenta traz com a sua nova versão. 

Mas, e quando olhamos para fora? Em relação aos seus concorrentes, quais são os prós e contras da ferramenta? 

O Woocommerce é um dos principais concorrentes do Magento no Brasil na criação de lojas virtuais. Então porque escolher um e não outro? 

Esse tópico foi especialmente criado para você que ainda não escolheu a plataforma de criação para a sua loja virtual ou que está pensando em algum tipo de migração. 

Antes de compararmos alguns aspectos entre essas plataformas de criação de e-commerce, é fundamental que você saiba que ambas são opções muito completas, reconhecidas no mercado e com grande potencial para contribuir para o sucesso de qualquer negócio. Exatamente, por isso é tão complicado escolher entre Woocommerce e Magento.

Mas, assumimos esse desafio e listamos alguns aspectos que diferenciam ambas e que podem ser definidores de qual caminho você irá tomar. 

Plug-in x plataforma de e-commerce

O WooCommerce é um plugin do WordPress que transforma um site em uma loja. Já o Magento é uma plataforma robusta de criação de lojas virtuais, e não está conectado a outro CMS.

Ambos são sistemas de código aberto, facilitando a personalização das lojas que serão criadas. 

Integrações

Tanto uma como a outra permitem diversas integrações. No Woocommerce, por exemplo, é possível instalar outros plugins do WordPress para garantir processamentos como pagamentos, checkouts e outras funções.

Leia também: Melhores plugins para WooCommerce: 9 dicas (+ 3 bônus) para otimizar o desempenho da ferramenta.

Já o Magento permite acesso a APIs e outras opções de integração, permitindo, também, criar conexões com meios de pagamentos e mais. 

Além disso, a boa notícia é que ambas ferramentas estão na Pluga. 💙
Mas vamos falar mais sobre isso mais adiante.

Custo

O Woocommerce é um plugin gratuito do WordPress, entretanto, é importante que você saiba que existem plugins importantes para o processamento de uma loja virtual, que são pagos e que elevam o custo de iniciar uma loja virtual nesse sistema também. 

E qual é o preço do Magento para ecommerce? O Magento oferece planos gratuitos e pagos. No pacote Magento Open Source não há taxa de licenciamento que deve ser pago à empresa.

Neste modelo, é possível realizar o download do código fonte do Magento, instalar e realizar as customizações necessárias.

Entretanto, como veremos a seguir, a instalação e construção de uma loja exige a contratação de profissionais programadores e desenvolvedores, o que pode elevar o preço do Magento para e-commerce.

Para saber os valores exatos do Magento Brasil é necessário entrar em contato com um dos especialistas da ferramenta, por meio do site ou telefone. 

Facilidade de configuração

Aqui está, provavelmente, a maior diferença na relação Woocommerce Vs Magento. 

De fato, enquanto o Woocommerce é um plugin simples de configurar caso esteja familiarizado com o WordPress, o Magento exige a contratação de um profissional de desenvolvimento. 

Enquanto o Woocommerce oferece um ambiente de back-end muito simples, o Magento é uma ferramenta mais robusta que exige conhecimento sobre programação para que sua loja possa entrar em funcionamento.

Temas, processadores de pagamento e checkout

O Woocommerce oferece temas premium e gratuitos, além de acesso a dezenas de processadores de pagamento. 

No Magento você encontra tema dedicado e sistema de layout, além de recursos de pagamento simplificado, checkout de convidado habilitado por padrão e integração com várias opções de pagamento, incluindo PayPal, Mercado Pago, PagSeguro e outros.

Resultado: qual é melhor? 🧐

Infelizmente, não existe uma resposta única para essa pergunta

Se por um lado o Woocommerce é um plugin, que parece tornar mais simples e mais barato a criação do e-commerce, por outro o Magento é uma plataforma criada para o desenvolvimento de lojas virtuais que desejam crescer, sendo ideal para a escalabilidade do negócio.

Por isso, ao escolher a sua plataforma é preciso que você observe o momento atual da sua empresa e para onde deseja ir a curto, médio e longo prazo. 

Vale lembrar que o Magento é indicado para empresas de todos os portes, e não apenas para grandes e-commerces como pode parecer inicialmente. 

Vantagens de escolher Magento para loja virtual? 

Afinal, quais são as vantagens de escolher o Magento para loja virtual? Depois de tudo o que você já conhece sobre a ferramenta, é provável que tenha uma ideia de alguns benefícios dela. Entretanto, organizamos a seguir uma breve lista com suas principais vantagens, confira: 

  • Possibilidade de utilização de várias extensões gratuitas importante para a loja virtual; 
  • Temas para e-commerces prontos;
  • Variedades de plugins e integrações que permitem personalizar a loja bem como estender as funcionalidades do Magento padrão;
  • Ferramentas que facilitam a instalação desses plugins, para que não seja preciso usar o FTP;
  • Acesso a ferramentas para criar regras complexas de venda de produto, promoção e desconto;
  • É possível fazer a gestão de várias lojas virtuais, com domínios diferentes, a partir do mesmo painel administrativo;
  • Oferece várias ferramentas de SEO como indexação, url amigável, meta tags em diversas partes do produto, sitemap em .xml automático para ser utilizado pelo Google para ranqueamento;
  • Integração com o Google Analytics com agrupamento de páginas de forma intuitiva, automática e eficiente;
  • Recursos para acompanhar resultados de cada loja;
  • Acesso a sistemas de pagamento importantes como PagSeguro, PayPal e Mercado Pago;
  • Recursos variados para marketing da loja virtual, como e-mail marketing e SEO;
  • Acompanhamento de informações e indicadores em tempo real sobre suas vendas, entre outras vantagens. 

O que o sistema Magento faz para a experiência do cliente?

De acordo com a Dimensional Research, 52% dos clientes continuarão a comprar produtos ou a contratar serviços de uma empresa depois de ter uma experiência positiva. Entretanto, uma má experiência faz com que 59% dos clientes nunca mais façam negócios com a empresa, levando 55% a trocar uma marca por um concorrente.

Logo, quando o assunto é e-commerce, o investimento em experiência do consumidor deve ser constante e bem pensado desde o primeiro momento. 

O Magento é conhecido por suas funcionalidades voltadas à experiência do cliente. 

Além da ferramenta para criação de loja virtual, com o Magento alguns recursos que possibilitam seu negócio a melhorar a experiência do cliente também são facilmente acessados. 

🚨 A atenção à qualidade da experiência do cliente deve ser um cuidado tomado desde a escolha da ferramenta de construção do e-commerce. 

Como dissemos acima, um tempo de carregamento de página lento pode significar a perda de vendas, por exemplo.

Um checkout complicado pode aumentar suas taxas de abandono de carrinhos. 

Tudo isso está intimamente relacionado à construção e otimização da loja virtual, bem como à experiência do consumidor e, claro, à escolha da plataforma para a construção do canal. 

O Magento oferece algumas funcionalidades muito interessantes para quem deseja criar uma excelente experiência para o cliente, desde o primeiro momento. Conheça, a seguir, alguns desses recursos. 

Construtor de Páginas

O New Page Builder é uma poderosa ferramenta de edição e criação de sites que usa o sistema arrasta e solta.

Mas apesar da facilidade de uso para desenvolvedores, a ferramenta também é robusta e permite gerar uma experiência de compra excelente, aliada a uma identidade visual perfeita. 

Segmentação e personalização inteligente de clientes

Com base em dados como localização, sexo, histórico de pedidos, valor de compra e lista de desejos, é possível criar ofertas e sugestões personalizadas que aumentam as taxas de conversão.

Afinal, a personalização e segmentação da comunicação são importantes ferramentas para oferecer uma experiência positiva ao cliente, uma vez que ele passa a receber mensagens que realmente contribuem para sua jornada de compra.

Compra Instantânea

Nada pior que preencher todas aquelas informações do formulário na hora de fechar uma compra! Nome, endereço, número do cartão…

Com a compra instantânea o cliente pode armazenar seus dados com segurança e com poucos cliques finalizá-la, pulando várias etapas do check-out.

Isso facilita o processo de compra, aumenta a conversão de vendas e diminui o abandono de carrinhos.

Relações dinâmicas de produto baseadas em regras

Essa é outra funcionalidade bastante interessante da loja virtual Magento.

Você define regras automatizadas para determinar quais produtos vão aparecer como sugestão de compra adicional, vendas cruzadas ou como produtos relacionados para cada segmentação de seus clientes.

Mais uma vez a segmentação da base de clientes permite o oferecimento de uma experiência de maior qualidade, atingindo os clientes certos, com o conteúdo ideal. 

As regras são facilmente definidas por meio de uma ferramenta baseada em condições. Assim, você escolhe agilmente as sugestões de produtos e, com isso, consegue aumentar as vendas e o ticket médio.

Essas são algumas das mais importantes funcionalidades inteligentes que o Magento para loja virtual oferece.

Talvez, por isso, empresas como HP e Canon usem a loja virtual Magento.

Magento 1.x e Magento 2.x na Pluga

O que você achou do Magento para loja virtual? Qual é a sua impressão sobre as funcionalidades presentes na ferramenta? E se você pudesse ainda mais?

Já pensou integrar o Magento com as outras ferramentas online que você usa em seu dia a dia?

As integrações da Pluga permitem que você torne ainda mais eficiente o seu trabalho, seja para o Magento 1x ou o Magneto 2x. São mais de 35 integrações para cada uma das versões do Magento, todas baseadas na nuvem para que você possa automatizar tarefas chatas e repetitivas da sua loja virtual.

E essas interações são muito fáceis de acionar, não leva nem dois minutos, mesmo que você não entenda nada de programação.

É possível, por exemplo, usar uma integração do Magento com a e-Notas ou Nfe.io e configurar a emissão automática de nota fiscal a cada pedido pendente que surgir em sua loja.

Essa é só uma opção, no Magento 2.x é possível, a partir da Pluga, criar automações e integrações com mais de 45 ferramentas.

Dê só uma olhada em algumas das automatizações que a Pluga já tem prontinhas para você usar com o Magento loja virtual.

Esse artigo foi útil para você? 😎
Média: 0 / 5

Você também pode gostar

A Ploomes CRM é uma plataforma de otimização de processos de uma empresa, sejam eles relacionados ao funil de vendas ou a outros setores […]