Meditação para a produtividade: como se beneficiar dessa prática
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook

Você já tentou de tudo para aumentar a produtividade e mesmo assim não conseguiu bons resultados? E que tal se você tentasse algo totalmente novo – diferente dos famosos aplicativos de gestão de tarefas ou métodos de gestão de tempo?

Aqui vai só mais uma pergunta: já pensou em meditar? A meditação para a produtividade vem ganhando cada dia mais espaço não só na vida pessoal de quem a pratica, mas também dentro das empresas. 

Inicialmente adotada por pessoas que buscavam conexão com a espiritualidade, hoje já se sabe que os benefícios da meditação também são sentidos no corpo físico, possibilitando uma melhora na qualidade de vida em vários aspectos. 

Aumentar a produtividade é o objetivo de profissionais de todas as áreas e a prática meditativa diária pode ser o caminho. Inclusive, de acordo com a Forbes, algumas empresas como o Google investem nessa prática para seus funcionários. 

Confira neste artigo 4 benefícios da meditação para o seu trabalho e como a técnica da atenção plena pode te ajudar a manter a produtividade lá no alto.

O que é a meditação?

Antes de você saber quais os benefícios da meditação para a produtividade e por que praticá-la, é necessário entender melhor o que é a meditação. 🧘

A meditação é uma prática ou exercício que busca “calar” a mente, ou melhor, os pensamentos. 

Existem vários tipos de meditação e as principais técnicas são:

  • A tradicional;
  • Guiada;
  • Meditação com visualização; e
  • Meditação com respirações profundas. 

Tem meditaçao para todos os gostos e pode ser praticada em grupo ou mesmo por conta própria. O importante é saber que durante a prática meditativa somos encorajados a voltar a atenção pro nosso interior.

Um exercício básico para sentir o que é a meditação consiste em pegar uma folha branca e olhar para ela fixamente. A princípio você sentirá um certo incômodo, que se deve ao fato da nossa mente ser muito reativa e sempre alerta.

E é aí que (muitas vezes) começa uma certa confusão, pois no dia a dia nunca paramos para nos observar internamente. Afinal, é tanta coisa para dar conta no dia a dia que chega a parecer impossível esvaziar a mente.

Você já parou para pensar que a atividade cerebral não para nem mesmo durante o sono? Não vai me dizer que você nunca acordou devido a uma tarefa que deixou de concluir no trabalho?

Pois é: saber como administrar seu tempo é o ponto inicial para ser uma pessoa mais produtiva.

Mas não há nada que não vá para frente com dedicação e treino, não é mesmo? Se dedicando todos os dias a esse exercício, mais cedo ou mais tarde você começará a enxergar somente o vazio e liberar sua mente das distrações e divagações.

Este exemplo é só uma provinha de como você pode se libertar desses inúmeros pensamentos que pipocam na mente. Na realidade, há toda uma preparação para meditar – mas não é nada muito complexo. 

A prática meditativa está longe de ser algo somente para pessoas espiritualizadas ou que vivem dentro de um templo isolado de tudo e de todos. Nós, meros mortais, também podemos (e devemos) usufruir dos benefícios dessa prática na vida comum e no trabalho. 

E aí? Tudo pronto para começar a meditar? Então vamos à preparação.

Posição da meditação para iniciantes

Já despertamos seu interesse para conhecer a prática meditativa? Agora você quer saber por onde começar? 

Corrigir a postura é um excelente começo. Para isso, sente-se em uma posição confortável, de preferência com a coluna ereta. Coloque as mãos espalmadas sobre as pernas e os pés firmes no chão. Essa é a melhor posição para os iniciantes e pode ser feita no escritório ou em casa. 

Se você estiver em casa, separe um horário em que você não sofrerá incômodos e que esteja, de preferência, só. Ok?

Já no escritório, procure um canto mais sossegado ou faça o exercício na sua mesa mesmo. Avise as pessoas que você vai meditar e que não quer interrupções.

Conforme você for avançando na prática, você poderá testar outras posições, inclusive a posição de lótus (aquela que geralmente observamos nas imagens de Buda). Mas no princípio não se apegue muito a detalhes, apenas faça.

Você também pode dar uma incrementada no ambiente. Caso esteja em casa, você pode acender um incenso, borrifar um perfume ou essência que goste, colocar uma musiquinha bem tranquila. Com certeza a experiência ficará ainda melhor.

Produtividade e mindfulness (atenção plena)

Ser uma pessoa produtiva é ser uma pessoa capaz de fazer o que tem que ser feito, na hora que tem que ser feito, com consciência e excelência. Mas o conceito de produtividade está longe da ideia de ter que dar conta de tudo – pois o resultado disso é sobrecarga de trabalho e suas complicações (diga “adeus” à excelência).

O mundo acelerado em que vivemos e o excesso de informação, responsabilidade e compromissos que temos que administrar, acabam nos fazendo perder, muitas vezes, a habilidade de concentração e atenção plena.

As consequências dessa atenção dividida são: ansiedade, esquecimento, procrastinação e por aí vai

Nesse sentido, a meditação nos auxilia a ter atenção plena, nos trazendo para o momento presente. A prática deve ser levada ainda mais a sério quando o assunto é produtividade, seja ela para resolver questões pessoais ou profissionais.

O mindfulness, em tradução livre do inglês, significa justamente atenção plena. Essa técnica de meditação consiste em focar 100% da atenção em algo ou alguma atividade. Lembra da técnica da folha de papel citada anteriormente? Então, essa pode ser considerada uma técnica de atenção plena.

Você pode direcionar a atenção não só a objetos ou coisas, você também pode focar no coração ou em uma árvore, por exemplo.

Agora que você já sabe o que é a meditação, como meditar e a importância de trabalhar a atenção plena, continue a leitura e confira os 4 principais benefícios da meditação para a produtividade.

4 benefícios da meditação para a produtividade

Não é mais novidade que diversas empresas mundo afora já adotaram a prática da meditação para melhorar a saúde e o desempenho profissional de seus funcionários.

Para não restar mais dúvidas sobre os benefícios da meditação para a produtividade, abaixo listamos 4 deles.

1. Foco

Um dos pré-requisitos da meditação, seja qual for a técnica, é a aprender a ter foco. Quem não está disposto a focar, dificilmente vai conseguir meditar.

O foco é essencial para qualquer pessoa realizar o que se propõe a fazer com excelência. Ter foco significa estar se doando integralmente à tarefa. Quem está focado, está inteiro.

Lembra da famosa persistência? Então, é ela que nos ensina a ter foco para meditar e também foco para trabalhar. O foco no trabalho irá:

  • Melhorar seus resultados;
  • Reduzir a ansiedade;
  • Acabar com a sensação de poderia ter feito melhor e
  • Fomentar a produtividade.

2. Autoconfiança

A autoconfiança é a certeza de que se está fazendo a coisa certa. Uma mente serena e receptiva facilita essa conquista. E como você já sabe, você pode ter uma mente mais tranquila através da meditação.

Ser autoconfiante é estar consciente dos riscos, assumi-los e ainda assim não perder o autocontrole.

Essa soft skill é valorizada por empresas que adotam uma gestão humanizada e colaborativa; por isso, vale a pena desenvolvê-la com a ajuda da meditação. Caso você trabalhe ou gerencie uma empresa assim, lembre-se que a autoconfiança ajuda as pessoas a tomarem decisões mais assertivas, além de garantir que:

  • As tarefas sejam realizadas com mais convicção;
  • Os resultados sejam mais satisfatórios e
  • Os membros da equipe sintam maior satisfação pessoal.

3. Resolução de problemas

A capacidade de resolver problemas, seja de ordem pessoal ou profissional, pode ser um desafio caso a pessoa não esteja em condições emocionais propícias para isso.

Com a meditação, aspectos emocionais negativos tendem a ser amenizados. Isso acontece justamente por conta da ideia de que, diariamente, a mente seja esvaziada de problemas.

Lembre-se de que resolver problemas é basicamente o que se faz no trabalho. Não entenda isso como algo negativo, apenas como um desafio. E prepare-se para encará-lo. 

4. Relaxamento imediato

A técnica da atenção plena na respiração favorece um relaxamento instantâneo. Faça o teste agora mesmo: respire profundamente por 10x com toda a sua atenção focada na respiração. Viu como é fácil? Esse exercício pode ser feito sempre que você sentir tensão

Uma pessoa relaxada consegue tomar melhores decisões, interagir melhor com outros membros da equipe e até mesmo entregar mais resultados em menos tempo

Agora que você já sabe os 4 principais benefícios da meditação para a produtividade, não se esqueça que um bom profissional busca capacitação e conhecimento, é produtivo e próspero no que se propõe a fazer. 

Vamos começar a meditar?

 

Esse artigo foi útil para você? 😎
Média: 0 / 5

Você também pode gostar

Para que os processos de um projeto fluam, é fundamental que as pessoas que estão participando dele consigam se comunicar com facilidade. Com esse […]