Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook

SUMÁRIO

Um dos principais desafios para gestão de uma empresa é descobrir como melhorar a produtividade da sua equipe, conquistar um maior comprometimento, engajamento e garantir a excelência nas entregas. 

Antes de nos aprofundarmos no assunto, vamos a alguns dados: uma pesquisa da Workfront, empresa de softwares dos Estados Unidos, mostra que apenas 39% do expediente de trabalho de fato é produtivo (!!). Os principais motivos para isso são: 

  • reuniões (21%), sendo que metade delas foram classificadas como “improdutivas”;
  • checagem de e-mails (16%);
  • tarefas administrativas (11%).

Além disso, é importante mencionar que a pandemia mudou a dinâmica de trabalho e o home office teve um impacto significativo na produtividade, ponto que ainda está sendo estudado de maneira mais aprofundada. 

Também em relação a isso, um levantamento feito pela Fundação Dom Cabral em parceria com a Grant Thornton e a Em Lyon Business School aponta que em 58% das respostas se diz haver o sentimento de que melhor se produz trabalhando em casa

Por outro lado, isso não está diretamente relacionado à percepção de bem-estar: para 24%, houve um aumento das horas trabalhadas, enquanto 14% sinalizaram ter dificuldade para equilibrar as demandas pessoais e profissionais.

O fato é que existe um contexto muito propício para impulsionar a produtividade no ambiente de trabalho de maneira saudável, tanto trabalhando presencialmente quanto atuando no home office. 

Mostraremos neste artigo dicas, técnicas, ferramentas e tudo o que você precisa saber para aumentar a produtividade da sua equipe.

Vem com a gente! 😊

O que é produtividade? 

Produtividade é fazer mais, melhor e com mais eficiência, usando a menor quantidade possível de recursos para isso, seja em relação a uma demanda pessoal ou profissional. Isso quer dizer ter equilíbrio entre a quantidade e a qualidade das entregas, considerando os recursos utilizados no processo, sejam eles humanos, materiais ou temporais. 

Logo de início, é importante explicar que produtividade não quer dizer trabalhar mais, mas sim alcançar o mesmo resultado em menos tempo, ou ter um resultado melhor utilizando a mesma quantidade de horas. 

Percebe a diferença? Talvez uma pessoa que faça muitas horas extras no seu emprego não seja produtiva, mas sim alguém com uma gestão de tempo inadequada. 😨

Agora, uma pessoa que termina todas as suas tarefas do dia em 6h ou invés de 8h e faz isso com eficiência talvez seja alguém com produtividade alta. Ou seja, quanto mais entregas de alta performance e mais tempo livre, talvez mais produtivo alguém seja. 

É claro que isso não é tão “preto no branco” assim, mas é apenas um exemplo para você entender a diferença entre trabalhar muito e de fato ter produtividade. 

O conceito de produtividade está diretamente relacionado à otimização do tempo e à organização de demandas. Nós temos 24h em nosso dia, mas o que diferencia uma pessoa da outra é como esse tempo é gerido e como as tarefas são priorizadas para ter mais eficiência e alcançar melhores resultados.

Vale assistir ao TED do escritor Tim Urban sobre procrastinação:

Qual a diferença de produção e produtividade?

A produção normalmente se refere ao resultado atingido e capacidade produtiva de uma pessoa ou equipe. Já a produtividade é o processo e o que foi feito para alcançar a entrega estipulada. 

Por exemplo, um time pode ter uma produção de 20 peças publicitárias por mês e uma produtividade alta, visto que existe uma estratégia bem definida, etapas organizadas e tarefas priorizadas.

Como fazer uma melhor gestão da equipe para impulsionar a produtividade?

Existem algumas estratégias para gerir melhor a equipe e garantir a produtividade, especialmente em tempos de trabalho remoto. Vamos conhecer algumas delas?

  • Identifique problemas que tornam a equipe menos produtiva;
  • Saiba delegar tarefas;
  • Otimize processos e reduza o retrabalho;
  • Tenha uma metodologia de priorização de demandas; 
  • Lembre-se do Princípio de Pareto;
  • Melhore a comunicação interna;
  • Estabeleça metas realistas e tenha objetivos claros;
  • Evite reuniões desnecessárias; 
  • Mantenha a equipe engajada; 
  • Invista na capacitação de pessoas;
  • Analise os indicadores de produtividade;
  • Utilize as ferramentas e aplicativos certos;

Confira os detalhes de cada uma das estratégias.

Identifique problemas que tornam a equipe menos produtiva

O primeiro passo é fazer um diagnóstico dos processos do time para identificar possíveis gargalos e encontrar oportunidades de ganho de produtividade. Existe alguma etapa que pode ser eliminada? Será que alguém está sobrecarregado? Falta nitidez sobre o fluxo de trabalho para alguém?

Nessa etapa, para encontrar mais rapidamente focos de atenção é essencial ter clareza sobre todas as dinâmicas da equipe para, assim, otimizar a gestão de tempo e a produtividade. 

Saiba delegar tarefas

É comum que quando se gestiona exista certa dificuldade em “soltar a mão” e atribuir total autonomia a alguém. Mas é preciso saber delegar e confiar que o trabalho será bem executado. Para ter sucesso com isso, o ideal é conhecer os pontos fortes de cada colaborador(a) para que essas tarefas sejam delegadas da maneira mais adequada.

Otimize processos e reduza o retrabalho

O diagnóstico de processos sugerido no primeiro tópico mostrará o que pode ser otimizado e também evitará o retrabalho, visto que todo o fluxo passará a funcionar com mais dinamismo a partir do momento que as ações forem redefinidas. 

É importante ter um padrão para todos terem ciência de como cada etapa do trabalho é feita. Entretanto, sempre é válido dar espaço para a equipe ser criativa e propor outras soluções que possam melhorar a dinâmica do dia a dia.

Tenha uma metodologia de priorização de demandas 

Talvez você já tenha ouvido a frase “quando tudo é urgente, nada é prioridade”. Esta é uma máxima que não deixa de ser verdade, afinal, como sua equipe saberá o que precisa ser feito primeiro se todas as demandas são (teoricamente) urgentes? 😵

Por isso, é vital adotar uma metodologia para priorizar tarefas e envolver os times nas decisões, dado que o ponto de vista deles pode fazer muita diferença para elencar o que realmente precisa ser resolvido primeiro.

Mais adiante mostraremos algumas ideias de metodologias para priorizar demandas e ganhar mais produtividade na empresa.

Lembre-se do Princípio de Pareto

O Princípio de Pareto estabelece que 20% das nossas ações são responsáveis por 80% dos resultados alcançados. 👀 

Então, considerando que o objetivo é aumentar a produtividade no trabalho, busque identificar quais são os 20% de tarefas que resultarão em 80% dos efeitos esperados. 

Ao escolher os projetos que serão priorizados, analise quais deles têm maior potencial de alcançar mais resultados fazendo “menos”. 

Por exemplo, no caso de campanhas de marketing, quais são os 20% que, diante de análises e estudos, já despontam como as mais prováveis a atrair mais leads? Esse é o caminho do raciocínio.

De nada adianta dedicar esforços e alocar pessoas em demandas que não terão o impacto realmente necessário naquele momento. 

Melhore a comunicação interna

Um dos vilões da produtividade é a falha de comunicação, tanto por informações passadas de maneira equivocada quanto pela dificuldade em conseguir obter o esclarecimento necessário. 

Para ter uma equipe produtiva, é preciso investir na otimização da comunicação, seja concentrando todos os dados em um único canal ou utilizando uma ferramenta adequada, como o Slack e Discord.

Sabe o que é melhor? O Slack pode ser integrado a outras ferramentas, como RD Station, Trello, Asana, Agendor, Zendesk e muitas outras.

Integre o Slack com outras ferramentas!

Confira também as integrações algumas integrações que você pode fazer com o Discord:

Integre o Discord com outras ferramentas!

 Estabeleça metas realistas e tenha objetivos claros

Metas factíveis e objetivos bem definidos fazem toda diferença para manter uma equipe de alta performance e produtiva. Então, defina indicadores que tire seu time de sua zona de conforto, mas que possam ser alcançados. 

Também é essencial que cada integrante saiba os objetivos, não apenas do grupo, mas do negócio como um todo. Cada colaborador(a) deve saber:

  • para onde está indo;
  • qual a direção estratégica do negócio; 
  • o propósito da empresa; 
  • impacto do trabalho de cada um para alcançar os resultados esperados. 

Evite reuniões desnecessárias 

Se antes da pandemia as reuniões já eram um problema, com o trabalho remoto isso ficou ainda pior. 

Sabe aquelas reuniões que poderiam ser um e-mail? Pois então, pense nisso antes de marcar qualquer encontro com sua equipe. Caso a reunião de fato seja necessária, avalie qual é o tempo que ela deve ter e tenha todas as informações em mãos ao realizá-la. 

Mantenha a equipe engajada 

Um ambiente de trabalho que incentiva o engajamento naturalmente torna a execução das demandas mais produtiva. Isso porque as pequenas tarefas necessárias, até se alcançar o resultado final de um projeto, passam a fazer mais sentido para quem está responsável por essa iniciativa.

Atividades de integração de equipes, como Team Building e confraternizações, além de reconhecimentos e bonificações, contribuem para o fortalecimento do espírito de time e colocam todos(as) no mesmo caminho rumo ao alcance de melhores resultados para o negócio.

Invista na capacitação de pessoas

Se você quer uma equipe mais produtiva, investir em capacitações é um ponto crucial. 

Para isso, você pode apostar em treinamentos e cursos recorrentes e garantir que o seu negócio esteja atualizado sobre as tendências do mercado, novos processos de empresas e de gestão de time. 

Além disso, você pode antecipar e sanar dúvidas que poderiam prejudicar o andamento do trabalho em algum momento. 

A capacitação de equipes é uma relação ganha-ganha: conhecimentos e habilidades técnicas são aprimoradas, enquanto a empresa passa a ter pessoas mais qualificadas, engajadas e produtivas atuando nos projetos. 

Analise os indicadores de produtividade

Acompanhar os indicadores de produtividade te ajudará a entender a relação entre qualidade e produtividade, assim como identificar oportunidades para fazer um trabalho melhor. 

Os dados são a melhor resposta quando é preciso tomar uma decisão, mesmo aquelas relacionadas ao desempenho e performance da equipe. Alguns indicadores de produtividade que você pode analisar são: 

  • nível de qualidade; 
  • excelência operacional; 
  • capacidade de produção;
  • estratégia; 
  • competitividade;
  • capacidade de inovação.

Utilize as ferramentas e aplicativos certos

Vale implementar tecnologias e automações para facilitar a gestão da produção individualizada e acompanhar a produtividade do time como um todo. Quer uma boa notícia? A Pluga pode ajudar a equipe a ser mais produtiva com a integração de ferramentas como:

  • Trello;
  • Asana; 
  • Pipefy;
  • Airtable;
  • Jira;
  • Google Calendar; 
  • Slack;
  • RD Station;  
  • HubSpot CRM;
  • Agendor;
  • Zendesk. 

E muito mais! Dá só uma olhada em algumas das integrações mais populares:

Integrações mais populares

SVeja no vídeo abaixo 8 aplicativos de produtividade:

Como priorizar tarefas? 4 metodologias

Anteriormente, citamos o Princípio de Pareto para explicar que 20% das ações são responsáveis por 80% dos resultados. Então, como escolher o que de fato fará diferença para a empresa?

Conheça três metodologias de priorização de tarefas. 

Matriz de Eisenhower

A Matriz de Eisenhower permite priorizar as tarefas de acordo com a importância e urgência de cada uma delas. A matriz tem quatro quadros:

  • tarefas importantes e urgentes: devem ser feitas agoras;
  • tarefas importantes mas que não são urgentes: devem ser programadas; 
  • tarefas que não são importantes mas são urgentes: devem ser delegadas;
  • tarefas que não são nem importantes nem urgentes: devem ser eliminadas ou postergadas até se tornarem importantes ou urgentes.

Matriz de Eisenhower

Distribuindo as demandas da equipe na Matriz de Eisenhower, ficará mais fácil entender o que precisa ser feito imediatamente e o que pode ser postergado ou colocado em segundo plano.

Método RICE

O Método RICE, também chamado “Matriz RICE”, permite classificar tarefas considerando quatro dimensões:

  • Reach (alcance): quantas pessoas serão atingidas pela ação;
  • Impact (impacto): impacto do projeto para o negócio;
  • Confidence (confiança): nível de confiança acerca da demanda;
  • Effort (esforço): tempo demandado ou pessoas alocadas para dar andamento ao projeto.

O RICE é uma fórmula calculada da seguinte forma: (Reach x Impact x Confidence) / Effort, ou seja, a multiplicação do valor das três primeiras letras dividido pelo valor da última letra (R*I*C/E). 😉

Existem algumas escalas que podem ser usadas para calcular o RICE. A escala de Impact é: 

  • 3 = impacto muito grande;
  • 2 = impacto grande;
  • 1 = impacto médio;
  • 0.5 = impacto pequeno;
  • 0.25 = impacto mínimo.

Já a escala de Confidence é: 

  • confiança alta = 100%;
  • confiança média = 80%;
  • confiança baixa = 50%.

O Reach é contabilizado considerando o alcance da ação (por exemplo, 1.000 pessoas/mês) e o Effort varia de acordo com o tempo ou pessoas alocadas (por exemplo, 4 pessoas ou 4 meses). 

Sistema Kanban 

O sistema Kanban permite fazer uma gestão visual de projetos a partir do uso de post its. Ele funciona tanto para priorizar tarefas quanto para acompanhar o que já está em andamento para que toda a equipe esteja alinhada sobre o que está acontecendo no momento. 

A ideia é mover os post its (que são os projetos ou tarefas) em pelo menos três etapas: “a fazer”, “fazendo” e “feito”. Por exemplo, ao analisar as demandas na coluna “a fazer”, é possível visualizar toda a fila de pendências para priorizar as mais urgentes e dar andamento a elas. 

Uma dica é utilizar o Kanban de forma complementar a outra metodologia de priorização de tarefas. 

Confira no vídeo abaixo uma explicação completa sobre o sistema Kanban.

Ferramenta 5W2H

5W2H é uma sigla que resume 7 palavras: 

  • What? = O quê?
  • Why ? = Por quê?
  • Where? = Onde?
  • When? = Quando?
  • Who? = Quem?
  • How?= Como?
  • How much? = Quanto?

A ferramenta funciona como um checklist para analisar um plano de ação de um projeto. Ao responder todas as perguntas acima, fica mais fácil entender o que precisa ser feito, quais são as etapas da tarefa e quais pessoas precisam ser alocadas, por exemplo. 

Na hora de priorizar demandas, a metodologia 5W2H pode ser uma alternativa, pois oferece uma visão 360º de um projeto. Também vale utilizá-la em conjunto com outra ferramenta para definir o nível de urgência de uma tarefa. 

13 dicas sobre como ser mais produtivo no trabalho

Até aqui explicamos o conceito de produtividade, a diferença de produção e produtividade, como tornar uma equipe mais produtiva e como priorizar tarefas. Mas é claro que não poderíamos deixar de mostrar algumas dicas de gestão de tempo e produtividade voltadas à organização individual. 

E, ah, se você é parte da liderança da sua empresa, vale conhecer as informações abaixo, pois você pode incentivar os seus colaboradores a seguirem as ideias para aumentar a produtividade. 

Vamos lá, então? 😎

  1. Comece organizando sua área de trabalho;
  2. Não perca tempo com tarefas desnecessárias;
  3. Coloque o Método Pomodoro em prática;
  4. Aceite que as tarefas nunca vão terminar;
  5. Esvazie sua mente ao se propor a realizar uma atividade;
  6. Organize e planeje o seu dia de trabalho;
  7. Quebre o dia em blocos de atividades;
  8. Não seja multitarefas;
  9. Divida uma atividade em tarefas menores;
  10. Termine algo todos os dias;
  11. Descubra qual tipo de música aumenta sua produtividade;
  12. Experimente acordar mais cedo;
  13. Aprenda mais sobre produtividade.

Continue lendo e saiba mais sobre cada uma das dicas.

1. Comece organizando sua área de trabalho

“Organizar a minha área de trabalho? Mas o que isso tem a ver com produtividade?” Absolutamente tudo! Começar organizando o espaço em que você trabalha te ajudará a ter mais foco no que precisa ser resolvido no momento. 

Quando temos algo a ser feito, é natural termos dificuldade para manter a concentração na atividade. Porém, quando nossa atenção dispersa e vai para a pilha de bagunça à nossa frente, fica ainda mais difícil voltar a atenção ao que realmente é prioritário naquele momento. 

A dica vale tanto para o espaço de trabalho físico, como a mesa, quanto para a área de trabalho, arquivos no computador, e-mail e abas abertas no navegador. Seu cérebro não ficará processando informações desnecessárias e poderá focar no projeto em andamento. 

2. Não perca tempo com tarefas desnecessárias

Essa parece uma dica óbvia sobre produtividade, mas ainda assim é relevante. Existe um tempo máximo que nossa mente consegue manter a concentração em uma única atividade, então, é natural perder o foco e correr para o celular para checar as redes sociais, responder mensagens, ver GIFs de bichinhos…  🐕

Porém, essas pausas somadas te fazem perder um tempo precioso e provocam uma baixa produtividade. Não estamos dizendo que você deve trabalhar como um robô, mas esses descansos podem ser feitos de maneira mais estratégica e é justamente isso que mostraremos no próximo tópico. 

3. Coloque o Método Pomodoro em prática 

O Método Pomodoro ou Técnica Pomodoro 🍅 consiste em 25 minutos de trabalho com foco total e pausa de 5 minutos após esse tempo. Passados 4 “ciclos”, você pode descansar por um período mais longo, como 10 ou 15 minutos. 

Esse é um hack de produtividade que segue a lógica de “esforço e recompensa”, por isso é vital manter a concentração pelo tempo estabelecido e aproveitar ao máximo a pausa após o trabalho duro. 

Talvez esses tempos não funcionem tão bem para você, então teste o que é melhor para a sua produtividade. Por exemplo, pode ser que você consiga ficar 40 minutos com foco completo, então depois se dê 10 minutos de descanso. O importante é fazer sentido para a sua rotina. 

4. Aceite que as tarefas nunca vão terminar

“Que horror, essa dica é péssima!” 😰 Pois saiba que não é. Ter isso em mente vai tirar um grande peso das suas costas, pois a rotina de trabalho é um ciclo de tarefas que acabam enquanto novas demandas entram. 

Um erro comum cometido por muitas pessoas é focar no que ainda precisa ser feito, ao invés de valorizar tudo o que já foi finalizado até o momento. Ao perceber que ainda falta muito a ser resolvido, isso gera ansiedade, provoca desânimo e impacta na produtividade.

Então, aceite que faz parte do trabalho ter um movimento cíclico de pendências e projetos. Tudo se renova a todo momento, por isso reconheça seu esforço para a finalização de demandas anteriores e foque em um dia por vez.  

5. Esvazie sua mente ao se propor a realizar uma atividade

Ao se preparar para dar andamento a uma demanda, é normal começar a lembrar de outras pendências que precisam ser feitas, sejam elas relacionadas ao trabalho ou não (ir ao mercado, responder um e-mail, ligar para uma pessoa, etc.). Para não perder o foco e a concentração, o ideal é usar um bloco de notas e ir anotando essas outras tarefas

Assim, o cérebro não precisa ficar “relembrando” essas pendências e você consegue manter a qualidade e produtividade para desenvolver a demanda mais urgente no momento. 

6. Organize e planeje o seu dia de trabalho

Tomar decisões é algo que cansa a mente, então, se você for começar a trabalhar sem saber quais são as tarefas que precisam ser feitas naquele dia, logo de cara seu cérebro já ficará exaurido por ter que decidir o que fazer. 

Fica a dica: sempre no final do dia anterior faça o planejamento do dia seguinte. Verifique seu calendário, veja a lista de tarefas pendentes e organize sua rotina do próximo dia antes de finalizar o seu expediente. 

Dá uma olhada no vídeo abaixo com mais dicas de produtividade no trabalho:

7. Quebre o dia em blocos de atividades

Outra ideia que pode te ajudar a ter mais produtividade no trabalho é separar o dia em blocos e reservar períodos para foco total. Algumas ideias: 

  • bloco de reuniões; 
  • bloco de visitas externas;
  • bloco de criação; 
  • bloco de tarefas administrativas (como responder e-mails e mensagens).

A ideia é agrupar demandas similares para serem feitas em um mesmo período, já que isso ajuda a ganhar tempo e resolver as pendências com mais agilidade. Também lembre-se de que os momentos de foco total são primordiais, então reserve horários para isso e já coloque a Técnica Pomodoro em prática. 😁

8. Não seja multitarefas

Pessoas que produzem mais e melhor focam em uma tarefa por vez ao invés de fazer várias demandas ao mesmo tempo. Mas por que isso acontece? 

Nosso cérebro não consegue fazer duas tarefas com excelência simultaneamente. Ao tirar o foco de uma demanda e passar para outra, a mente precisa se “reorganizar” e obter um novo contexto sobre o que precisa ser feito. Isso deixa o cérebro exausto e faz a produtividade cair. 

Fazer várias tarefas juntas apenas dá a falsa sensação de que o dia está rendendo mais. Ao focar em uma por vez, é possível finalizar a demanda com mais rapidez e passar para a próxima. 

Quer descobrir como isso é verdade? Faça um teste. 🔍

Pegue um papel e caneta, e divida o espaço em três colunas: uma para letras, outra para numerais e uma terceira para algarismos romanos. Vai ficar assim:

Teste para avaliar se o ser humano consegue fazer mais de uma tarefa ao mesmo tempo

Na primeira rodada, você deverá preencher a tabela horizontalmente, começando pela letra “A” e pelo número “1” e indo até a letra “H” e o número “8”. Lembre-se de cronometrar o tempo que você levará para finalizar o preenchimento. Ficará assim:

Completando o teste avalia se o ser humano consegue fazer mais de uma tarefa ao mesmo tempo

E assim sucessivamente. 

Na próxima rodada, você vai preencher a tabela verticalmente, ou seja, primeiro escrever todas as letras, depois todos os números e, por fim, todos os algarismos romanos. Cronometre o tempo. ⏱️

Faça o teste e veja o resultado! Já dando um spoiler aqui 💥, você vai finalizar o preenchimento muito mais rápido quando focar em uma coluna por vez, justamente porque o seu cérebro não vai precisar ficar se “reorganizando” para lembrar se você está escrevendo uma letra, um número ou um algarismo romano. 

A lógica é exatamente a mesma para a vida e a rotina de trabalho. Por isso, ser multitarefas não significa ter mais produtividade, mas focar em uma demanda por vez sim. 

Para colocar em prática, programe o seu dia para fazer uma tarefa por vez, veja quanto tempo você vai levar e compare ao tempo que normalmente você leva para finalizar suas demandas. 

9. Divida uma atividade em tarefas menores

Um projeto único não reflete quais são todas demandas necessárias para sua finalização. Assim, dividir uma atividade em tarefas menores dará mais visibilidade sobre o que precisa ser feito e manterá a produtividade alta. 

Isso porque você verá que está dando andamento à tarefa, ao invés de completar apenas uma grande demanda, o que te manterá motivado e te ajudará a fazer mais

E mais: essa metodologia também permite mensurar com mais precisão qual o esforço necessário para finalizar uma atividade.

10. Termine algo todos os dias

Finalizar uma tarefa todos os dias, por mais simples que ela seja, te dará a sensação de que você está evoluindo no seu trabalho. Ao organizar a sua rotina e planejar o seu expediente, veja quais demandas poderão ser finalizadas naquele mesmo dia. 

Isso ajudará com a sua produtividade e manterá o seu empenho para os próximos dias, o que é muito benéfico para a sua produção. 

11. Descubra qual tipo de música aumenta sua produtividade

A dopamina é um neurotransmissor que gera bem-estar e ela pode ser ativada por meio da música 🎵. 

Por isso, observe quais músicas te estimulam, te dão força de vontade e aumentam a sua produtividade

Têm pessoas que gostam de trabalhar ouvindo músicas clássicas, pois não têm letras, enquanto outras preferem uma batida mais pesada, como um Rock. O que vale é que o som te dê mais ânimo para trabalhar. 

E, caso você não goste de ouvir nada enquanto faz suas atividades, está tudo bem também, combinado? 🤝

12. Experimente acordar mais cedo

Isso não necessariamente é uma obrigatoriedade e não quer dizer que você vai ficar automaticamente produtivo só porque acorda às 5h da manhã. 😛

Porém, nas primeiras horas do dia estamos mais descansados, então é um momento propício para se dedicar às tarefas que te dão prazer, como fazer um exercício ou ler um livro, ou de fato começar a trabalhar e fazer as demandas que necessitam de mais concentração. 

13. Aprenda mais sobre produtividade

A produtividade é um tema amplo e com muito a ser conhecido a respeito. Por isso, outra dica é aprender mais sobre o tema, seja por meio de artigos em blogs (como este que você está lendo neste momento), vídeos, podcasts, cursos ou livros.

Como sugestão, você pode começar pelos livros abaixo: 

  • “A arte de fazer acontecer”, de David Allen;
  • “Do Less: A Revolutionary Approach to Time and Energy Management for Ambitious Women”, de Kate Northrup;
  • “Essencialismo: a disciplinada busca por menos”, de Greg McKeown;
  • “O poder do hábito”, de Charles Duhigg;
  • “Vida organizada: Como definir prioridades e transformar seus sonhos em objetivos, de Thais Godinho;
  • “Produtividade para quem quer tempo: aprenda a produzir mais sem ter que trabalhar mais”, de Geronimo Theml;
  • “Trabalhe 4 horas por semana”, de Timothy Ferriss;
  • “Rápido e devagar”, de Daniel Kahneman;
  • “O ponto de equilíbrio, de Christine Carter;
  • “SCRUM: a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo”, de Jeff Sutherland. 

Gostou do conteúdo sobre produtividade? Esperamos que as dicas sejam úteis para você e sua equipe. 😊

Fique à vontade para deixar seu comentário e contar como anda a produtividade na sua empresa.

Esse artigo foi útil para você? 😎
Média: 0 / 5